Secretária é assassinada por policial dentro da Câmara de Contagem, em MG

Segundo testemunhas, os dois tiveram um relacionamento amoroso no passado. No estado, 86,68% das mortes violentas de mulheres são consideradas feminicídio

A secretária Ludmila Leandro Braga foi morta a tiros na manhã desta quarta-feira (16) dentro do gabinete do vereador Jerson Braga Maia Câmara Municipal de Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte, informa o jornal Estado de Minas. Segundo a Polícia Militar, o autor dos disparos é Cláudio Roberto Weichert de Passos, escrivão da Polícia Civil lotado na Delegacia de Plantão de Betim, cidade vizinha.

De acordo com testemunhas, os dois tiveram um relacionamento amoroso – o que pode ter sido a motivação para o crime. Cláudio entrou pela porta principal da Câmera, se identificou e, como não havia detector de metal no local, conseguiu entrar no prédio com a arma. O jornal reportou que, segundo a assessoria de imprensa da Câmera, Ludmila foi assassinada com cinco tiros enquanto trabalhava. O homem atirou na própria cabeça em seguida.

“Todas as providências para garantir a segurança aos vereadores, funcionários e pessoas que passam pela câmara estão sendo tomadas. Nós temos o circuito interno de segurança, as roletas e os detectores estão em fase final de instalação”, explicou o presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara Municipal de Contagem, vereador Leo Motta.

Em Minas Gerais, 86,68% das 458 mortes violentas de mulheres são consideradas feminicídio, segundo relatório da Secretaria da Segurança Pública com dados de 2016.  Foi a primeira vez que a secretaria divulgou uma estatística separada para feminicídio. Lei do Feminicídio entrou em vigor em março de 2015. O feminicídio se configura quando há morte intencional de pessoa do sexo feminino pelo fato de se tratar de uma mulher que age sem corresponder às expectativas de alguém.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s