Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Veja reação de repórter que foi assediada ao vivo por um homem

Um homem tentou beijar o rosto de Sara Rivest, sem permissão, enquanto ela trabalhava

Por Da Redação - Atualizado em 17 fev 2020, 13h01 - Publicado em 27 set 2019, 15h41

A repórter americana Sara Rivest foi assediada enquanto fazia uma transmissão ao vivo na rua para o canal de TV WAVE3. Um homem tentou beijá-la, sem consentimento, na bochecha no momento em que ela estava trabalhando. Sara ficou sem reação com o ato e deu apenas um sorriso nervoso, mas, após o fim da passagem, denunciou o ocorrido e foi a um estúdio de TV para dizer que a situação não é aceitável.

O caso ocorreu na sexta-feira passada (20) na cidade de Louisville. Durante a entrada de Sara, três homens passam pelo local causando certo tumulto na transmissão e um deles, então, tenta dar um beijo na bochecha da repórter, que se esquiva. “Ok, isso não foi apropriado. Vamos voltar à história”, disse ela no momento.

Após o fim do jornal, Sara relatou o caso à polícia. O homem, identificado como Eric Goodman, foi acusado de assédio por contato físico e será obrigado a comparecer a uma vara da Justiça americana. Ela também procuro um programa de TV para falar sobre o ocorrido e disse que não sabia o que fazer na hora do assédio, mas que a risada não foi sinônimo de aprovação.

“Jornalistas na rua, especialmente mulheres, tentando trabalhar, passam por assédio como esse o tempo todo, e não é ok. Se você quiser ser um idiota atrás de mim durante uma transmissão ao vivo, é uma escolha sua, mas se você colocar as suas mãos em mim ou em qualquer pessoa sem a aprovação dela, é errado”, afirmou.

Leia mais: Como perceber se você corre o risco de demissão

+ Lei de importunação sexual completa um ano

Continua após a publicidade

PODCAST – Como dialogar com as crianças e adolescentes sobre sexualidade

 

Publicidade