Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Pai precisou escolher entre salvar uma filha ou deixar as duas morrerem

Ibrahima Ndiaye, de 50 anos, precisava decidir se separaria gêmeas siamesas ou não; documentário conta sua trajetória até a definição

Por Da Redação - Atualizado em 17 fev 2020, 14h53 - Publicado em 5 ago 2019, 12h03

Ibrahima Ndiaye, de 50 anos, é pai das gêmeas siamesas de três anos de idade, Marieme e Ndeye. Depois de levar suas filhas do Senegal até Londres à procura de ajuda médica, ele tinha uma difícil decisão a tomar: submeter às crianças a uma cirurgia que poderia matar uma delas ou deixá-las juntas, correndo o risco de perder ambas. Ele decidiu não separá-las.

Veja o que está bombando nas redes sociais

Sua história de luta e esperança será contada nesta segunda-feira (5) em documentário da BBC, ‘The Conjoined Twins: An Impossible Decision’ (‘As gêmeas siamesas: uma decisão impossível’, em tradução livre). “Elas estão juntas, elas são iguais”, declarou Ibrahima.

O filme mostra todo o dilema enfrentado pelo pai, que largou seu emprego no Senegal, junto de sua esposa e outros quatro filhos mais velhos para buscar ajuda médica em um hospital – o Great Ormond Street – em Londres, na Inglaterra, depois de ter tentado auxílio, sem sucesso, em uma série de outros hospitais ao redor do mundo. CLAUDIA contou essa história em fevereiro: clique aqui para ler.

Continua após a publicidade

Ibrahima tinha que escolher se salvava ou não uma de suas filhas, Ndeye, com a cirurgia de separação, o que mataria Marieme, já que seu coração estava muito frágil. “Em uma situação como essa, você não usa o cérebro, você segue seu coração. Qualquer decisão é de partir o coração, terá muito tumulto e muitas consequências”, disse.

Para tomar a difícil decisão, o pai recebeu ajuda da Comitê de Ética do Great Ormond Street, que ajuda famílias que estão em situações complexas. “Nós conseguimos fazer coisas inacreditáveis comparado há 20 ou 30 anos. Mas só porque podemos, não significa que nós devemos”, afirma Joe Brierley, pediatra e presidente do comitê, à BBC.

Ibrahima Ndiaye segurando suas filhas, gêmeas siamesas
Ibrahima Ndiaye segurando suas filhas, Marieme e Ndeye, que são gêmeas siamesas Youtube/BBC News/Reprodução

Durante uma das reuniões com Ibrahima, Brierley explicou a ele o que aconteceria se não separasse suas filhas: “O processo de falecimento de Marieme será o processo de falecimento de Ndeye. É impossível parar ou mudar isso… E não será uma opção separá-las depois que Marieme morrer.”

Diante do dilema, Ibrahima decidiu não separá-las, mesmo sabendo que isso significaria que ambas morreriam mais rapidamente. O hospital não contrariou a decisão. “Great Ormond Street tem sido bastante honesto e claro comigo durante todo o caminho”, finalizou o pai.

Continua após a publicidade

O documentário “The Conjoined Twins: An Impossible Decision” está disponível na BBC iPlayer. No entanto, a plataforma funciona apenas para usuários do Reino Unido.

Leia também: Adolescente empurra criança do 10º andar do Tate Modern, em Londres

+ Garoto tem 526 dentes retirados da boca

Carga mental: você se sente sobrecarregada em casa?

Publicidade