Pai de jovem morta com 11 tiros faz desabafo comovente sobre feminicídio

"A minha família tem que ser a última a chorar, derramar lágrimas por uma mulher, jovem", disse o pai de Thaís Fernanda Ribeiro

Thaís Fernanda Ribeiro, que havia acabado de completar 21 anos, foi morta com 11 tiros pelo ex-namorado, de 23, em Campinas. O crime aconteceu na última sexta (10).

De acordo com a Polícia Civil, o homem fugiu após assassinar a jovem, mas acabou preso na madrugada de sábado após se apresentar em uma base da Polícia Militar em Santo André (SP).

Thaís havia feito aniversário na quarta (8). Um grupo de amigos, vizinhos e parentes fizeram um ato no final de semana pelo fim da violência contra as mulheres. Tocado, o pai de Thaís fez um discurso comovente contra o feminício.

“Eu morri junto com a minha filha, estou passando por coisas que eu nunca esperava passar. A minha família tem que ser a última a chorar, derramar lágrimas por uma mulher, jovem. A gente tem força para lutar, cadê o povo? Só fica de braço cruzado e tudo acontecendo […] as mulheres morrendo, eu tenho mais duas filhas. Trabalho honestamente, faço o máximo para que elas sejam mulheres de verdade, dei educação, faço tudo que posso por elas, para que a vida continue, floresça, não apague”, desabafou Delfino José Ribeiro, pai da jovem.

Thaís feminicídio A jovem de 21 anos

A jovem de 21 anos (Reprodução/Facebook)

+ Menino de 5 anos morto pela irmã foi torturado vivo, diz Polícia