“O Anjo de Manchester”: ela abrigou 50 crianças após o atentado

Mesmo três dias depois do atentado terrorista, os exemplos de solidariedade vêm à tona

Três dias depois do atentado terrorista que fez 22 vítimas fatais e 60 feridos após o show da cantora Ariana Grande em Manchester, na Inglaterra, os britânicos continuam dando exemplos de solidariedade.

Paula Robinson, de 48 anos, estava na estação de trem ao lado da arena, com o marido, quando sentiu a explosão e viu dezenas de adolescentes gritando e fugindo. Ela, então, os abrigou no hotel Holiday Inn e colocou uma mensagem no Facebook, acalmando familiares que procuravam por notícias e disponibilizando seu número de telefone para contato. Ela abrigou cerca de 50 crianças.

“Nós corremos para fora, literalmente, segundos após a explosão. Tenho dois filhos adolescentes que saíram de lá correndo comigo”, disse Paula ao portal Yahoo. Ela está sendo chamada na internet de “O Anjo de Manchester”.


Outra heroína: “O anjo de Manchester” Paula salvou 50 crianças. 


Paula Robinson , você foi a heroína do dia. Obrigada

Chris Parker, um sem-teto que costuma ficar nos entornos do estádio para pedir dinheiro, também sentiu o impacto da bomba, mas rapidamente se levantou para socorrer as pessoas.

Sobre o ataque

A explosão da bomba aconteceu em torno das 22h30 (horário local) da última segunda-feira (22), logo após o término do show da cantora. O ataque foi conduzido por Salman Abedi, que morreu no local e, segundo a polícia, aproximadamente 21 mil pessoas estavam dentro e nos arredores da Manchester Arena.

As autoridades ofereceram poucos detalhes sobre Abedi, informando apenas que ele tinha 22 anos de idade. Segundo o jornal The Guardian, ele nasceu em Manchester, era filho de país líbios que buscaram refúgio no Reino Unido para fugir do regime de Muamar Kadafi e tinha mais três irmãos e uma irmã.

As investigações procuram entender se esse homem agiu sozinho ou não. Um homem de 23 anos, suspeito de ter participado do planejamento do ataque, foi preso na manhã da terça-feira (23). O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou o ataque, mas a polícia não se pronunciou oficialmente sobre a identidade dos autores.

No Twitter, Ariana Grande diz estar devastada. “Do fundo do meu coração, eu sinto muito. Não tenho palavras”:

 

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s