Número três do Vaticano será julgado por abuso sexual

O australiano George Pell exerce a função de Prefeito da Secretaria de Finanças do Vaticano

O tribunal de Malbourne, na Austrália, decidiu nesta terça-feira (1º) que o cardeal australiano George Pell, 76 anos, será julgado por abuso sexual.

George é acusado de “ofensas sexuais históricas”, o que significa que elas ocorreram há décadas – 40 anos, de acordo com a polícia. Ao menos duas acusações correm na justiça contra o cardeal, de acordo com o jornal Folha de S.Paulo.

O cardeal exerce a função de Prefeito da Secretaria de Finanças do Vaticano, o que na prática equivale ao cargo de chefe das finanças do país.

Antes das atividades no Vaticano, George foi acerbispo de Melbourne entre 1996 e 2011. Em 2014 tornou-se acerbispo de Sidney e pouco tempo depois foi convidado pelo papa Francisco para cuidar das finanças da Santa Sé.

Leia mais: Alice Wegmann, de “Onde Nascem os Fortes”, denuncia assédio