Mulher manda matar marido e amante

Cléia dos Santos, 35 anos, pediu para que o amante matasse o marido em 2016 e, no ano passado, também mandou matar o amante

Uma mulher foi presa no Mato Grosso acusada de ser a mandante de dois assassinatos, em uma trama inusitada. Cléia Rosa dos Santos teria encomendado, primeiro, a morte de seu então marido, Jandirlei Alves Bueno, em 2016, na cidade de Sinop, a cerca de 500 km de Cuiabá. O assassino seria o amante dela, Adriano Gino.

Jandirlei foi morto a facadas e, para atrapalhar a investigação, Cléia e Adriano forjaram um cenário de latrocínio (roubo seguido de morte). Um ano mais tarde, em dezembro de 2017, Cléia passou a ser ameaçada por Adriano. A solução foi mandar matar também o amante. Desta vez, teve ajuda de dois guardas-noturnos, que assassinaram a vítima com golpes de enxada.

Cléia dos Santos, presa neste sábado por encomendar a morte do marido e do amante.

Cléia dos Santos, presa neste sábado por encomendar a morte do marido e do amante. (Polícia Civil/Divulgação)

Os crimes foram descobertos depois que o corpo de Adriano Gino foi encontrado neste sábado, enterrado em uma região afastada do centro da cidade. Os três acusados estão sendo ouvidos pela polícia. O guardas, que não tiveram os nomes divulgados, já confessaram a participação e detalhes do crime.

Veja também: Mulher tenta atirar no marido e mata amiga por engano