MPT-SP processa SBT por provocações de Silvio Santos à Maisa

Ação alega que houve "violações aos direitos à intimidade, à vida privada, à honra e à imagem" de funcionários da emissora

O episódio em que o apresentador Silvio Santos, 86 anos, fez provocações à atriz Maisa Silva, 15 anos, em seu programa, no início de julho, continua repercutindo. Segundo a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, o SBT está sendo processado em 10 milhões de reais pelo Ministério Público do Trabalho de São Paulo (MPT-SP) por “danos morais coletivos”.

Leia mais: “Espero que minha filha seja como você”, mães elogiam Maisa Silva 

Na ocasião, Silvio repetiu diversas vezes, por cerca de 20 minutos, que a menina já estava na idade de namorar e que deveria dar uma chance ao colega de emissora Dudu Camargo, 19 anos, também presente na atração.

“Se for para isso, eu posso ir embora. Eu não estou aqui para arrumar namorado, estou aqui para participar do programa“, disse Maisa já no início das brincadeiras. Com a insistência da dupla, ela insistiu:  “Dá licença, Silvio. Isso é um ultraje, isso é constrangedor… Você me submeter a uma situação dessas. Eu estou aqui para jogar o jogo, vamos jogar?”. Mesmo assim, o patrão não parou: “Vocês podem casar e daqui a um ano ter um filho. Você vai ser uma mamãe jovem.”

Veja também: Após críticas, Maisa é firme: “Não me desculpo pela sinceridade” 

A ação do MPT-SP alega que houve “violações aos direitos à intimidade, à vida privada, à honra e à imagem” de empregados da emissora. Além do caso de Silvio e Maísa, o órgão também cita uma cena do “Programa do Ratinho”. Nela, o apresentador chuta uma caixa de papelão “em que se encontrava a assistente de palco Milene Uehara”. Procurado pela coluna, o SBT disse que não tem conhecimento da ação, não foi notificado e “não irá se pronunciar”.

Leia mais: Dudu Camargo e Sonia Abrão só falam de Maisa – e é constrangedor