Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Morre menina que caiu em poça de gasolina durante assalto no Rio

Com queimaduras em 80% do corpo, ela lutava pela vida há um mês

Por Da Redação - Atualizado em 18 fev 2020, 08h16 - Publicado em 23 Maio 2019, 17h39

Morreu nesta quinta-feira (23), Ana Cristina Pacheco, de apenas 8 anos. Com 80% do corpo queimado, a menina estava internada no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes (RJ) desde o dia 24 de abril. A morte foi confirmada por sua mãe, Fernanda Pacheco, de 26 anos.

Ana sofreu as queimaduras ao cair em uma poça de gasolina quente, fruto do vazamento de um duto da empresa Petrobras. A causa do vazamento foi uma tentativa de furto de combustível no Parque Capivaria, em Duque de Caxias, região da Baixada Fluminense.

A garota e sua família moravam em frente ao duto e, de acordo com a mãe da menina, elas se perderam uma da outra durante a fuga do local, quando Fernanda tentou socorrer um de seus sobrinhos. Na correria, Ana caiu numa poça e acabou ficando para trás, sendo socorrida somente após quase uma hora e meia.

Segundo relato dos bombeiros que realizaram o resgate, a situação foi dramática. Além de ter sido difícil retirá-la da poça, a viatura que a equipe usava também passou por problemas. “Um membro da minha equipe achou ela desmaiada com a respiração bem fraca, e fomos retirar a menina. Levamos para a viatura para retirá-la da ‘zona quente’, mas o carro deu uma pane. A carregamos nos ombros revezando com ela a nossa máscara de oxigênio”, contou um deles.

Leia também: Menina de 12 anos é internada após sofrer intoxicação com ‘slime’

+ Família brasileira é encontrada morta em apartamento no Chile

Siga CLAUDIA no Youtube

Continua após a publicidade
Publicidade