Menino com paralisia anda sozinho pela 1ª vez e emociona fisioterapeuta

Eduardo Lopes, de 3 anos, tem paralisia cerebral. O vídeo de seus primeiros passos emocionou a internet

O menino Eduardo Lopes, de 3 anos, emocionou sua fisioterapeuta ao conseguir dar seus passos sozinho, pela primeira vez. A cena foi gravada em uma clínica em Santos, no litoral de São Paulo, e viralizou nas redes sociais.

Juliana Lopes, mão de “Dudu”, contou ao G1 que o menino nasceu com 34 semanas de gestação. Como era prematuro, teve de ficar internado na UTI por 25 dias. A mãe teve alta do hospital e foi embora sabendo que seu filho poderia ter sequelas. Quando ele tinha quase um ano, veio o diagnóstico de paralisia cerebral: “Ele não ficava sentado, não levantava o pescoço. A médica falou que ele tinha paralisia cerebral de ‘Grau 3′”, contou Juliana durante a entrevista.

A paralisia afetou os membros inferiores de Eduardo, principalmente do lado esquerdo. No início, Eduardo passou a ser atendido na Casa da Esperança de Cubatão, cidade onde mora. Em 2017, sua mãe entrou com uma liminar na Justiça e conseguiu que seu filho fosse atendido numa clínica em Santos.

Caroline Araujo, fisioterapeuta de Eduardo desde seus primeiros meses de vida, logo se apegou ao menino. Durante a sessão do dia 14 de novembro, presenciou a grande conquista da criança: ele conseguiu ficar de pé com ajuda do macacão do tratamento.

“Eu não esperava. Eu gravo todos os meus atendimentos. Nesse dia, estávamos trabalhando muito a marcha e eu ficava sempre atrás dele. Eu vi que ele poderia e, então, fiquei do lado. Na primeira tentativa, ele conseguiu. Aquilo mexeu comigo porque veio na minha cabeça todo o trabalho que tivemos. Eu não queria chorar, mas não consegui, não conseguia mais nem dar os comandos. A emoção falou mais alto”, disse a fisioterapeuta ao G1.

A mãe do menino ficou sabendo da conquista somente depois, quando a fisioterapeuta enviou o vídeo. Segundo Juliana, a força de vontade e a garra do filho foram essenciais para essa conquista, mas nada seria possível sem a ajuda da fisioterapeuta.

Confira o momento emocionante:

Leia também: Garotinha escreve carta para Papai Noel pedindo um rim para seu irmão

Cachorro de George H.W. Bush deita ao lado de seu caixão

Siga CLAUDIA no Instagram