Cachorro de George H.W. Bush deita ao lado de seu caixão

Sully é um labrador que foi morar com o ex-presidente depois que ele ficou viúvo, em abril deste ano

O labrador que acompanhou George H.W. Bush nos últimos meses de vida do ex-presidente foi fotografado ao lado do caixão de seu dono no último domingo (2). “Bush pai” morreu no sábado (1º), aos 94 anos.

A foto de Sully foi publicada em seu Instagram pelo assessor do político, Jim McGrath, com a legenda “Missão Completa”. A família planeja levar o cachorro para Washington para dar o último adeus ao ex-presidente, segundo a CNN.

O cão Sully tem dois anos e foi treinado para obedecer a vários comandos, como atender o telefone, buscar itens, abrir e fechar portas. Ele acompanhava George H.W. Bush porque o ex-presidente sofria de vários problemas de saúde, inclusive Mal de Parkinson, que o obrigava a utilizar uma cadeira de rodas para se locomover.

O labrador foi morar com “Bush pai” depois que a ex-primeira-dama Barbara Bush morreu, em abril de 2018.

Sully ganhou esse nome em homenagem ao ex-piloto de aviação Chesley B. “Sully” Sullenberger III, famoso por pousar um avião de passageiros danificado no rio Hudson e salvar os 155 passageiros e tripulantes, em 2009.

Com a morte de George H.W. Bush, o labrador irá para o Centro Médico Militar Nacional Walter Reed e irá ajudar outra pessoa. O ex-presidente George W. Bush, filho do “Bush pai”, falou sobre o antigo amigo de seu pai: “Por mais que nossa família vá sentir falta desse cachorro, ficamos reconfortados em saber que ele trará a mesma alegria para sua nova casa, Walter Reed, que trouxe ao 41º presidente”, disse ele.

Leia também: Noivo atrapalhado perde aliança de noivado em bueiro de Nova York

Após ser rejeitado duas vezes, menino é adotado: ‘Agora tenho dois pais’

Siga CLAUDIA no Instagram