Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Pela primeira vez, povo Xikrin elege uma mulher como cacique

Em cerimônia de posse, Kokoti Xikrin falou sobre a voz e a participação da mulher na cultura indígena

Por Da Redação 23 fev 2021, 16h25

Pela primeira vez, uma mulher foi escolhida para ser cacique do povo Xikrin do Cateté. Em cerimônia realizada no último sábado, 20, em Parauapebas (PA), Kokoti Xikrin tomou posse na presença de representantes de 11 aldeias Xikrin, 43 aldeias Kayapó e autoridades do Executivo e Legislativo local.

Segundo informações do G1, Kokoti, de 28 anos, vem de uma longa linhagem de caciques e foi escolhida e aprovada pela comunidade por sempre ter se interessado pelas questões de seu povo, participando das reuniões de lideranças.

Com uma população de cerca de dois mil indígenas, a nação Xikrin vive em terras nas cidades de Água Azul do Norte, Marabá e Parauapebas. Kokoti irá liderar os habitantes da aldeia Krimei, uma das nove localizadas no último município. Em sua cerimônia de posse, na aldeia Djudjekô, ela falou sobre a voz e a participação da mulher na cultura indígena.

“Agora, mesmo que as índias da nossa tribo não falem português, elas têm voz e têm força”, comemorou.

  • Resiliência: como se fortalecer para enfrentar os seus problemas

    Continua após a publicidade
    Publicidade