Justiça nega habeas corpus para João de Deus

Médium segue preso no Núcleo de Custódia, em Aparecida de Goiânia

A Justiça negou neste terça (18) o pedido de habeas corpus para João de Deus. Ele é suspeito de abusar sexualmente de centenas de mulheres durante atendimentos espirituais e está preso no Núcleo de Custódia, em Aparecida de Goiânia.

Quem analisou o pedido, em caráter liminar, foi o desembargador Jairo Ferreira Júnior. Mais cedo, a Polícia Civil cumpriu mandado de busca em endereços ligados ao médium, inclusive na Casa Dom Inácio de Loyola, espécie de templo religioso de João de Deus. A intenção era colher provas para as investigações.