Império da Forever 21 cai e marca deve fechar 350 lojas

A marca virou refém do estilo de consumo dos seus próprios clientes

O império das lojas Forever 21 parece ter chegado ao fim. A marca fast fashion entrou com um pedido de recuperação judicial, e o motivo pelo qual ela estaria prestes a fechar suas portas tem a ver com consumo sustentável.

Marcada por preços acessíveis em suas peças nos Estados Unidos, a Forever 21 tinha mais de 800 lojas por todo o mundo, mas fechará 350 delas. De acordo com um artigo publicado no The New York Times, a queda da grande marca se deu pela maneira de consumir a moda dos seus clientes, que são jovens e compram mais produtos online  — já que a marca não expandiu para vendas pelo site e se concentrou em lojas físicas.

Porém, o que mais chamou atenção foi a forma de pensar de seus consumidores, que mudou muito nos últimos tempos. Segundo especialistas, a marca não soube acompanhar a preocupação de seu público com o consumo sustentável. Atualmente, jovens tendem a se conectar com marcas que tenham a sustentabilidade como base.

“Não é nenhum segredo que a moda rápida foi responsável por um nível catastrófico de poluição ambiental. O trio de uso de matérias-primas, poluição da água e emissões de gases de efeito estufa é apenas uma parte da história. O comportamento circular de comprar, usar e jogar fora não tem impacto somente nos aterros sanitários, sendo um importante contribuinte de carbono, mas também pode não ser o pior: a moda rápida desempenhou um papel muito sombrio ao contribuir para o tráfico de trabalho forçado”, disse Sanford Stein, especialista em varejo, ao jornal americano. 

Diante dos efeitos negativos da moda não-reciclável, as novas gerações deixam claro que preferem fazer compras de forma consciente e sustentável.

Leia mais: Confira os looks das celebridades no 3º dia do Rock in Rio

+ Saiba quais são as tendências de moda para 2020

PODCAST – Como ter mais orgasmos: o caminho para uma vida sexual satisfatória

%d blogueiros gostam disto: