Idosa de 92 anos morre após ser estuprada e espancada por pintor

Ela foi encontrada caída no chão de casa pela filha

Uma idosa morreu na madrugada da última segunda-feira (18) após ser estuprada e espancada dentro de sua própria casa. O crime ocorreu na pequena cidade de Nobres, interior do Mato Grosso.

A vítima, de 92 anos, foi encontrada caída no chão pela filha logo após o ocorrido e, mesmo machucada, ainda foi capaz de relatar em detalhes o que tinha acontecido e quem era o culpado.

Levada em estado grave para o Hospital e Maternidade Laura de Vicuna, a idosa recebeu atendimento e aguardava transferência, mas não resistiu. Ela morreu às 2h da madrugada de segunda.

Localizado em uma chácara, o suspeito Alexandre Antunes de Oliveira da Silva, 29 anos, que já possuía antecedentes criminais, foi detido e prestou depoimento. Ele usava tornozeleira eletrônica e nega o ataque.

As evidências, porém, mostram que um de seus chinelos foi encontrado no local do crime e o relatório de rastreamento de sua tornozeleira eletrônica indicou que ele permaneceu duas horas dentro da casa da vítima. Além disso, a filha da idosa o reconheceu como sendo um pintor que prestara serviços para a senhora dois dias antes.

Preso, o suspeito foi encaminhado à Polícia Civil.

Leia também: Asfixia e atropelamento: Santo André tem dois feminicídios no mesmo dia