Homem usa método assustador para perseguir e estuprar cantora

O caso aconteceu no Japão, local que vem enfrentando uma série de ataques desse tipo

Um homem, que perseguiu e assediou sexualmente uma cantora no dia 1º de setembro, no Japão, revelou à polícia a forma bizarra que utilizou para encontrá-la e descobrir algumas informações.

Não perca o que está bombando nas redes sociais

Após ser preso, Hibiki Sato, grande fã da artista Ena Matsuoka, contou que estudou detalhadamente uma selfie publicada pela cantora nas redes sociais. Com a ajuda do Google Street View, plataforma que disponibiliza fotos de ruas do mundo, ele conseguiu identificar a estação de trem, que refletia nos olhos de Ena na imagem.

Segundo a imprensa local, Sato também analisou vídeos gravados pela artista em seu apartamento, estudando detalhes minuciosos, como a posição das cortinas e a luz natural que entrava pela janela. Assim, o homem identificou o andar exato em que ela morava.

 (Reprodução/Twitter)

Nos últimos anos, o Japão tem um grande histórico de fãs que atacam seus ídolos, em especial mulheres. Além de Ena Matsuoka, a cantora japonesa Mayu Tomita  também foi atacada por um fã enquanto aguardava sua apresentação em Tóquio. Hoje, ela processa o governo por falta de medidas efetivas de proteção.

O caso levantou um debate sobre perseguição virtual e os riscos das fotos de alta qualidade nas redes sociais. O professor da Universidade Metropolitana de Tóquio, Shuichiro Hoshi, informou ao site Tokyo Reporter que a qualidade das imagens nas câmeras dos celulares aumentam o risco de vazamento de informações privadas.

Leia mais: Médicos tiram mais de 40 larvas de cabeça de criança

+ Após 40 anos, Iranianas conquistam autorização para ver jogo de futebol

PODCAST – Por que não sinto vontade de transar?