CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Homem mata a própria filha para se vingar de ex-companheira

Caso aconteceu em Belford Roxo (RJ). A menina de 13 anos era fruto de relacionamento extraconjugal do agente penitenciário Dário de Oliveira

Por Maria Beatriz Melero 22 mar 2017, 12h53

Uma jovem foi morta pelo pai, em Belford Roxo (RJ). De acordo com a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), o crime foi cometido porque o homem não aceitava o fim do relacionamento com a mãe da garota.

O caso aconteceu na última terça-feira (21), na cidade da Baixada Fluminense, nas vésperas do aniversário da mãe da menina.

Segundo informações divulgadas no jornal Extra, o agente penitenciário Dário de Oliveira e Silva deu um tiro na cabeça de Dayanne Mariano de Azevedo e Silva, 13 anos, e depois se enforcou. Os corpos foram encontrados pela mãe de Dayanne.

Leia mais: Três vezes feminicídio: homem mata a facadas a ex e as irmãs dela

O motivo

De acordo com o delegado responsável pelo caso Willians Batista, Dário tinha livre acesso à residência. Ele manteve um relacionamento extraconjugal com a mãe da garota por 16 anos. Contudo, a mulher decidiu pôr um fim na relação há três meses – decisão que não foi aceita pelo agente penitenciário.

“Há cerca de três meses, a mulher pôs fim ao relacionamento e ele passou a ameaçá-la e a agredi-la. Ele matou Dayanne e se matou para atingir a mãe [da adolescente]“, disse Willians.

Leia mais: Mais de 50 casos de feminicídio foram notícia neste ano no Brasil

As ameaças sofridas pela mãe levaram a mulher a procurar a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) da cidade, há dois dias, para registrar as intimidações de Dario. “Ele vinha ameaçando a mãe de Dayanne e chegou a dizer que a morte seria pouco para ela”, contou o delegado.

Continua após a publicidade

Publicidade