Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Na Paraíba, homem manteve esposa e filha em cárcere privado por 5 anos

Caso aconteceu na cidade de São Bento e foi descoberto nesta semana

Por Da Redação - Atualizado em 21 mar 2018, 15h53 - Publicado em 21 mar 2018, 15h49

Um homem foi preso em flagrante suspeito de manter a esposa e a filha em cárcere privado por 5 anos, dentro de uma casa na cidade de São Bento, no Sertão da Paraíba. Elas eram mantidas trancafiadas por um portão com cadeado, sem comida e sofrendo agressões frequentes. A informação foi repassada pela Polícia Civil e a prisão aconteceu na manhã da última terça-feira (20).

A mãe e a criança conseguiram se libertar após uma vizinha perceber a situação e jogar um aparelho celular pelo muro para que a polícia fosse acionada para ajudar.

Em depoimento à polícia, o suspeito negou todas as acusações, além de garantir que não possui arma de fogo e não era violento

O delegado responsável pelo caso, Sheldon Andrius Fluck, afirmou ao G1 que o casal morava junto há 5 anos. A filha deles, de 2 anos, nem foi registrada. Ainda conforme sua fala, um laudo médico comprovou as agressões na mulher e na criança.

Continua após a publicidade

“Ele alegou que ela foi para colação de grau em João Pessoa ano passado. Eu questionei ela e ela disse que fez uma faculdade à distância e que realmente foi para a colação em João Pessoa, mas não procurou ajuda porque ele estava com a filha deles em casa e ela não tinha nem registro. Se ele fizesse algo com ela, não teria nem como provar a existência da filha”, contou o policial.

“Ela [a mulher] disse que ele as agredia constantemente e as deixava passando fome. Quando ele saía de casa cortava a energia e ameaçava a mulher de morte caso ela contasse a alguém. Ela não mantinha contato com ninguém. Os vizinhos, que moravam na região há cerca de três anos, nunca tinham visto a mulher nem a criança. Elas só saíram de casa para ir ao médico e mesmo assim eram enroladas com um cobertor, como foi no dia do parto”, detalhou sobre o depoimento da esposa do supeito.

Agora, elas estão em um endereço seguro aguardando a chegada dos familiares, que são de Pernambuco. O marido foi autuado por cárcere privado e encaminhado para a penitenciária de Catolé do Rocha, também no Sertão.

Publicidade