Gatos são envenenados em unidade do Carrefour no Rio de Janeiro

Decisão liminar determinou que o supermercado se abstenha de praticar qualquer ato contra os gatos que vivem no local

Menos de duas semanas após a rede de supermercados Carrefour ter virado notícia por conta de um cachorro morto em uma unidade da empresa em Osasco, mais um caso envolvendo maus-tratos à animais veio à tona.

Gatos comunitários que vivem no estacionamento e nas dependências do Carrefour da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, foram encontrados mortos. As informações são da ANDA, agência de notícias de Direitos Animais.

A ONG Oito Vidas, uma associação que visa garantir a proteção de gatos abandonados em situação de rua, acusa funcionários da rede de terem matado 15 gatos e dois gambás até setembro, bem antes do caso de Osasco vir à tona.

Segundo a ONG, o corpo de uma gata foi submetido a exames em laboratório, ficando comprovada a causa da morte por envenenamento por chumbinho. Resíduos da substância foram encontrados na cavidade abdominal do animal.

No último dia 11, uma decisão liminar da 7° vara cível da Barra da Tijuca determinou que o supermercado se abstenha de praticar qualquer ato contra os gatos que vivem no local até o fim da ação civil pública movida pela entidade. A ação foi proposta a pedido de protetores de animais que cuidam dos gatos abandonados no estabelecimento.

Nota oficial

Diante do caso, a rede Carrefour se pronunciou através de uma nota oficial:

“Desde o lamentável episódio ocorrido na loja de Osasco, o Carrefour está em contato com ONGs e entidades independentes de todo país para desenvolver iniciativas em defesa e proteção de animais de estimação abandonados. Especificamente sobre o processo em andamento no Rio de Janeiro, no qual fomos citados no dia 12/12, já estamos em contato com a ONG responsável para buscar soluções e desenvolver iniciativas concretas em nossas lojas do estado.”

Leia mais: Saiba como denunciar práticas de maus-tratos a animais