Escolas do Rio de Janeiro terão aulas sobre violência doméstica

É obrigatório que escolas públicas do estado ministrem noções básicas da Lei Maria da Penha durante o ano letivo

Em 2016, foi sancionada lei no Rio de Janeiro que torna obrigatório o ensino de noções básicas sobre a Lei Maria da Penha, que visa coibir a violência doméstica, para alunos de escolas públicas do estado. O objetivo seria promover noções de igualdade de gênero, desincentivando atos de violência contra a mulher.

Nesta semana, foi assinado pelo secretário de Educação, Wagner Victer, e pelo procurador-geral do Ministério Público do Rio de Janeiro, Eduardo Gussem, convênio que dá início às atividades.

Leia também: Alexandre Garcia, nós precisamos falar sobre feminicídio

A primeira ação será a produção de conteúdo em forma de videoaulas a serem exibidas aos alunos no próximo mês. A ideia é que as noções sejam ministradas em todas as disciplinas, em especial Sociologia, História, Filosofia e Língua Portuguesa. A lei garante que as equipes das escolas estaduais sejam capacitadas para desenvolver atividades sobre a temática.

Está previsto que o tema, no programa que recebe o nome de “Lei Maria da Penha vai à escola” seja tratado durante todo o ano letivo, não apenas durante comemorações do Dia Internacional da Mulher, em 8 de março.

Leia também: Passamos o dia em uma Delegacia da Mulher e isso foi o que presenciamos