Como a Holanda zerou o número de cães de rua

Mais do que carinho, a população e o governo desenvolveram uma relação de respeito e responsabilidade pelos animais de estimação

Estão sempre acompanhando os holandeses nas ruas, nos parques, nos cafés, restaurantes e até dentro dos trens… Mas não são as bicicletas! Quem também parece ter muita liberdade na Holanda são os cãezinhos de estimação. Com uma população de 16 milhões de pessoas, o país tem registrado cerca de 1,5 milhão de cachorros. Muito mais do que carinho, a população e o governo desenvolveram uma relação de respeito e responsabilidade pelos bichinhos: os donos devem registrá-los e pagar uma contribuição anual para a prefeitura, seguir o controle de vacinas e cuidados médicos, e obedecer às regras sociais, como recolher fezes e estar atento à relação com outros animais e pessoas. Todos esses requisitos são passíveis de multas, que ficam ainda mais salgadas no quesito abandono. O cuidado – seja ele consciente ou forçado – é levado tão a sério que o país está sendo reconhecido por ter zerado o número de cães de rua. 

Reprodução/StuffDutchPeopleLike.com Reprodução/StuffDutchPeopleLike.com

Reprodução/StuffDutchPeopleLike.com (/)

A cultura canina inclui ainda uma agência pública de proteção e iniciativas que se estendem a outros animais, como campanhas de castração, abrigos, ambulâncias, serviços de resgate e até mesmo um partido político que trabalha pelo interesse dos bichinhos. Sob duas rodas ou quatro patas, anda-se bem na Holanda!