Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Casal abandona filha adotiva e a acusam de tentar matá-los

Depois de serem acusados de negligência, os pais afirmam que a criança é, na verdade, uma sociopata de 22 anos

Por Da Redação - Atualizado em 17 fev 2020, 13h05 - Publicado em 25 set 2019, 18h31

A história parece um enredo de filme de terror, mas é real. Um casal norte-americano foi acusado de abandonar a filha adotiva de 6 anos. Kristine Barnett e Michael Barnett afirmam que se mudaram para o Canadá e deixaram a filha porque ela era, na verdade, uma adulta sociopata e que tentou matá-los. O caso ocorreu em 2013, mas só veio à tona nesse ano, quando o casal foi preso por negligência.

Em entrevista ao Daily Mail, o casal disse que Natalia Grace é, na verdade, uma mulher ucraniana de 22 anos. A suspeita começou depois da adoção, quando a mãe descobriu que Natalia menstruava, tinha dentes adultos e pelos pubianos, além de usar uma linguagem muito rebuscada para sua idade.

Arquivo Pessoal/Reprodução

“Ela fazia desenhos e escrevia que queria matar a sua família, enrolá-los em um cobertor e colocá-los no quintal. Eu a vi colocando água sanitária no meu café para me envenenar”, conta Kristine.

Depois de muitas ameaças, os pais levaram Natalia para fazer exames em busca de algum distúrbio clínico. Os testes constataram que ela tinha estrutura óssea de uma adolescente de 14 anos e que sofria de uma doença psicológica grave, diagnosticada apenas em adultos. Em 2012, foi internada uma unidade psiquiátrica depois de tentar empurrar a mãe em uma cerca elétrica. “Ela pulava de carros em movimento e manchava os espelhos de casa com sangue. Uma criança nunca faria isso”, disse Kristine.

Continua após a publicidade
Arquivo Pessoal/Reprodução

Durante o tempo que passou internada, a menina admitiu ter, na verdade, 22 anos. A família, então, solicitou que sua data de nascimento fosse alterada para que ela pudesse receber tratamento apropriado para sua idade. Kristine e Michael afirmam que estavam dispostos a cuidar de Natalia como uma adulta, mas ela desapareceu em 2013.

“Ela sumiu e eu tinha medo de ela parar de tomar seus remédios e fazer mal à outras pessoas. A última vez que nos falamos por telefone ela disse que estava fazendo espaguete para sua nova família”, contou a mãe.

O casal foi preso nesse mês acusado de negligência por terem abandonado uma criança sozinha em casa. Eles pagaram a fiança e aguardam o julgamento em casa. Até agora, o paradeiro de Natalia é desconhecido.

Leia mais: Polícia apura se mulher morta com tiro no peito foi vítima de feminicídio

Continua após a publicidade

+ Ficou mais fácil: Carteira de Trabalho Digital já está em vigor

PODCAST – Como dialogar com as crianças e adolescentes sobre sexualidade

Publicidade