Carnaval de São Paulo tem sua primeira rainha de bateria trans

"Esperei por 18 anos para levantar a bandeira LGBT no carnaval", conta a bailarina Camila Pereira de Moraes

A bailarina Camila Pereira de Moraes, 38 anos, tornou-se a primeira rainha de bateria transexual do carnaval de São Paulo ao desfilar pela escola de samba Camisa Verde e Branco na madrugada desta segunda-feira (12).

“Estou muito emocionada, muito feliz. Esperei por 18 anos para levantar a bandeira LGBT no carnaval. Desfilar na frente da bateria é um sonho”, disse Camila em entrevista ao G1.

O sonho de Camila se tornou possível depois que a Camisa Verde Branco decidiu criar o cargo de “Rainha Trans”. Essa é a aposta da escola para garantir o título do Grupo de Acesso do carnaval paulistano e voltar à elite da disputa.

Leia mais: É preciso acolher a comunidade LGBT, não rejeitar, diz psicóloga

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s