Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Autor de livro que virou filme em Hollywood perde contrato após estupro

Segundo editora, o valor pago ao biógrafo Philip Roth será doado a instituições de proteção às vítimas de violência sexual

Por Da Redação Atualizado em 28 abr 2021, 19h58 - Publicado em 28 abr 2021, 18h28

As impressões da biografia do escritor Philip Roth foram canceladas pelas editoras Companhia das Letras e W.W.Norton. O motivo é que o autor da obra, Blake Bailey, foi acusado de assédio sexual e agressão contra suas ex-alunas.

Segundo comunicado da Norton, a editora doará um valor igual ao adiantamento pago ao biografo para instituições contra agressões sexuais, mas a quantia não foi especificada, assim como o destino das 50 mil cópias do livro já impressas.

Já a Companhia das Letras se preparava para fazer a tradução do livro que estava previsto para o final deste ano no Brasil, mas ao saber das acusações também decidiu finalizar o contrato com o autor e entrou em contato com a Norton para ter mais informações do caso.

Blake Bailey é considerado um biografo de sucesso, mas, após acusações de assédio sexual e agressões físicas feitas por ex-alunos, ele viu nos últimos 10 dias sua reputação desmoronar cada vez mais.

Três mulheres que foram alunas do escritor, em 1990, disseram que quando elas ficaram mais velhas perceberam a abordagem sexual de Bailey. Uma vítima relatou até um episódio de estupro. Conforme divulgado no jornal The Times-Picayune, o crime aconteceu em um período em que a vítima era noiva e Bailey casado.

Continua após a publicidade

Após a divulgação do caso, outras pessoas disseram pelas redes sociais que também presenciaram o comportamento do professor.

Blake nega todas as acusações, dizendo que no seu tempo como professor nunca assediou qualquer aluno ou forçou nenhuma mulher a ter relações com ele.

  •  

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade