Anvisa proíbe lote de arroz após encontrar fezes e pelo de roedor

Elementos oferecem risco à saúde humana.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu, na segunda-feira (02), a venda de um lote de arroz da marca Favorito, empacotado e distribuído pela empresa Total Cesta Básica de Alimentos Ltda, da cidade de Contagem, em Minas Gerais. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União.

As análises em laboratório indicaram excremento e pelos de roedor, como também larvas e pedaços de insetos no lote 204 do produto – os elementos oferecem risco à saúde humana. A validade do lote é em 25 de fevereiro de 2017.

Leia também: 4 marcas de extrato de tomate tem venda proibida por excesso de pelo de roedor