CLIQUE E ASSINE A PARTIR R$ 6,90/MÊS

Jogadora do Corinthians é vítima de racismo em partida da Libertadores

Adriana Silva foi chamada de "macaca" pelas adversárias durante a goleada de 8 a 0 sobre Nacional do Uruguai

Por Da Redação 17 nov 2021, 15h01

A jogadora da delegação feminina do Corinthians Adriana Silva foi vítima de racismo durante a partida contra o Nacional do Uruguai nesta terça-feira (16). O jogo, que integrava a chave de semifinais da Libertadores, ficou marcado por uma goleada de 8 a 0 do time paulista sobre o time uruguaio.

O fato aconteceu quando Adriana, que também é jogadora da seleção brasileira feminina, marcou o sexto gol da partida e foi chamada de “macaca” pelas jogadoras do time adversário. A vítima relatou que não ouviu a ofensa no momento exato, mas que foi alertada pelas demais colegas sobre o ocorrido.

Indignadas com a atitude, as companheiras da jogadora corintiana se manifestaram no momento do episódio. No entanto, mesmo com as reclamações, a arbitragem mandou a partida seguir normalmente.

Como forma de protesto, durante as comemorações dos outros dois gols, as jogadoras do Corinthians cerraram os punhos, assim como na foto oficial da partida.

View this post on Instagram

A post shared by Corinthians – Futebol Feminino (@corinthiansfutebolfeminino)

Após a partida, o clube brasileiro utilizou as redes sociais para relatar o acontecido e divulgou uma nota de repúdio sobre o acontecido.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) também se manifestou sobre o episódio através do perfil da Seleção Feminina de futebol no Twitter.

Continua após a publicidade

Publicidade