Adolescente descobre um novo planeta. No 3º dia de estágio na NASA

Jovem fã de Guerra nas Estrelas descobre um planeta que só pode ser visto a cada 8 anos

Wolf Cukier tem 17 anos. Há meros dias de estágio na NASA, o que por si só é impressionante (um adolescente selecionado para estágio na NASA!), lá estava ele olhando o telescópio quando algo chamou sua (aguçada) atenção. A tarefa que lhe foi passada era de estudar duas estrelas que cruzariam caminhos e provocariam um eclipse. Mas Cukier percebeu algo na órbita das duas estrelas que estava bloqueando a luz.

“Estava olhando os dados para tudo que provocariam um eclipse binário, um sistema onde duas estrelas circulam ao redor delas mesas e, de onde poderíamos ver, eclipsando a órbita de cada uma delas”, explicou ele tentando não ser muito técnico para leigos como nós.  Parece que é impossível. “Em mais ou menos 3 dias do meu estágio eu vi um sinal de um sistema chamado TOI 1338. A princípio achei que era um eclipse estelar, mas o tempo estava errado. Na verdade, era um planeta”, ele conta.

O jovem não pára por aí. “O planeta estava bloqueando a luz das duas estrelas, fazendo com que um pequeno reflexo de sua luz fosse alcançado pelo telescópio. Foi que percebi primeiro”.

Não seria adolescente se não – finalmente – falasse como nós: “Eu fiquei tipo assim, uau, tem algo lá fora que é massa”, antes de emendar, “mas também uma descoberta assim não é feita em um instante”.

Cukier estava certo.  Os supervisores do estágio passaram semanas verificando sua observação e concluíram que o jovem descobriu um planeta 6.9 vezes maior que a Terra. Falamos que esse é o 13º planeta jamais descoberto?  Pois é.

Astro fisicistas batizaram o planeta de TOI 1338.  “O trânsito do TOI 1338 é irregular, varia entre cada 93 e 95 dias por causa do movimento da órbita das estrelas. Só conseguimos vê-lo quando o trânsito passa pela estrela maior e o ângulo que nos permite avistar o planeta só vai durar até novembro de 2023. Depois disso só o veremos em 8 anos’, explicaram.

Cukier, nada surpreendentemente um super-fã da saga Guerra nas Estrelas, espera que esse seja apenas o começo de sua carreira na NASA. “Nossa confiança variou algumas vezes, mas até o fim do estágio tivemos a certeza que descobrimos um novo planeta”, ele disse à ABC News.

Não é massa? Que a Força esteja com Cukier.

Leia mais: Cientistas encontram água fora do sistema solar