Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

SPFW celebra diversidade na passarela

Florais, plissados e xadrez bombaram como tendência

Por Da Redação - Atualizado em 17 fev 2020, 12h27 - Publicado em 21 out 2019, 19h24

Em uma semana de moda enxuta, 26 desfiles aconteceram no Pavilhão das Culturas Brasileiras nos cinco dias da temporada de moda.

A palavra de ordem foi diversidade. Como nunca visto antes, modelos negros, asiáticos, pessoas trans, não modelos e pessoas com as mais diversas características estiveram nas passarelas do evento, ganhando visibilidade e representando a todos que não se viam representados nas edições anteriores. Foi um símbolo para a transformação da moda como a conhecíamos e o caminho de um novo e muito positivo cenário. Destaque para o modelo trans Sam Porto, primeiro homem trans a desfilar no SPFW e que esteve em 9 desfiles.

Não perca o que está bombando nas redes sociais

Agência Fotosite/Reprodução

Tendências:

Fazendo um balanço geral, podemos apontar algumas tendências nas coleções desfiladas:

Continua após a publicidade

Plissados: técnicas de plissagem manual nas coleções do Apartamento 03, Modem e Neriage.

Xadrez: variações da padronagem clássica na Bob Store, Lilly Sarti, Modem e Aluf.

Modem – SPFW N48
Inverno 2020
Foto: Zé Takahashi/ FOTOSITE Agência Fotosite/Reprodução

Estampa floral: florais de diversos tamanhos e estilos foram vistos nos desfiles de Reinaldo Lourenço, Angela Brito, Apartamento 03 e Fabiana Milazzo.

Mangas bufantes: interpretações de mangas volumosas nas coleções da PatBo, Aluf, João Pimenta, Reinaldo Lourenço e Another Place.

Continua após a publicidade
Patbo – SPFW N48
Inverno 2020
Foto: Zé Takahashi/ FOTOSITE Agência Fotosite/Reprodução

Couro: Gloria Coelho, Bob Store, Modem, Reinaldo Lourenço e Angela Brito mostraram muitas e variadas peças usando o material.

Reinaldo Lourenço – SPFW N48
Inverno 2020
Foto: Zé Takahashi/ FOTOSITE Agência Fotosite/Reprodução

Bordados manuais: ricas aplicações de contas, búzios e pedrarias na Handred, no Isaac Silva e no Victor Hugo Mattos.

Peça-chave: camisa branca. A peça clássica ganhou novas interpretações nas coleções de Reinaldo Lourenço, PatBo, Ellus e Angela Brito.

Cores: azul (Reinaldo Lourenço, Bob Store, Ellus), rosa (PatBo, Aluf, Fabiana Milazzo) e tons terrosos (Bob Store, Neriage, Handred)

Continua após a publicidade

Melhores desfiles:

Apartamento 03

Agência Fotosite/Reprodução

Os movimentos da dança teatral do Butoh inspiraram a coleção do estilista Luiz Claudio.
Com uma cartela de cores sóbria (preto, marinho, cinza) e materiais nobres como veludo, seda e tule, foram exibidos casacos matelassados bordados, vestidos e costumes impecavelmente construídos. Destaque para as peças com estampa do rosto do artista Kazuo Ohno e para a apresentação do dançarino João Butoh durante o desfile.

Gloria Coelho

Agência Fotosite/Reprodução

Belíssima coleção com inspiração lúdica. Em um cenário espacial, trouxe características marcantes do seu repertório como esporte, tecnologia e utilitarismo em looks imponentes e sofisticados.

Reinaldo Lourenço

Continua após a publicidade
Agência Fotosite/Reprodução

A alfaiataria minuciosa e os vestidos de festa tão característicos do estilista foram misturados à era vitoriana e ao punk, resultando em looks que misturavam peso e leveza, como nos delicados vestidos de laise usados com coturnos.

Handred

Agência Fotosite/Reprodução

Seda, linho, estampas surrealistas e sapatos de palha pontuaram o desfile. Ao som de Moreno Veloso, que se apresentou ao vivo, o público foi agraciado com looks frescos, confortáveis e elegantes, já característicos da marca.

Desfile destaque da temporada:

Isaac Silva

Continua após a publicidade
Agência Fotosite/Reprodução

O convite e o telão ao fundo da passarela exibiam a frase: “Acredite no seu axé”, filosofia de vida do estilista. Em uma sala repleta de galhos de arruda, sal grosso e muitos amigos e parceiros, a coleção toda branca, em reverência a Oxalá, foi ovacionada a cada look, especialmente com a entrada do próprio no final. Muita energia e positividade na estreia da marca no evento paulistano.

PODCAST – Por que não sinto vontade de transar?

Publicidade