Clique e assine com até 75% de desconto

Serena Williams estreia em Roland-Garros com um look cheio de significados

Depois de ser punida pelo vestuário, nada do que Serena Williams usa nas quadras é por acaso - e look poderoso da última segunda foi igualmente simbólico

Por Ketlyn Araujo Atualizado em 15 jan 2020, 17h05 - Publicado em 28 Maio 2019, 13h10

Em agosto do ano passado, Serena Williams fez seu retorno triunfal às quadras de tênis do torneio de Roland Garros depois de dar à luz sua filha Alexis Olympia, que nasceu em setembro de 2017.

Para a ocasião, e na intenção de inspirar mães que, como ela, sofreram complicações no período pós-parto, Serena escolheu vestir um macacão preto todo tecnológico, inspirado no filme “Pantera Negra”, que ajudava na estimulação da circulação sanguínea e evitava a formação de coágulos enquanto a tenista jogava.

View this post on Instagram

You can take the superhero out of her costume, but you can never take away her superpowers. #justdoit

A post shared by Nike (@nike) on

Acontece que, na época, o traje justo da Nike causou polêmica e acabou sendo vetado pelos dirigentes do torneio, que proibíram Serena de vesti-lo nas próximas edições do campeonato. “Não será mais aceito. É preciso respeitar o jogo e o lugar. Acho que fomos longe demais”, falou na época Bernard Giudicelli, presidente da Federação Francesa de Tênis, à Tennis Magazine.

Desde então, um longo debate sobre os trajes das atletas (e, principalmente, sobre sexismo no esporte), se instaurou na internet – e a tenista americana usou isso para continuar colocando significados em seus uniformes escolhidos para as partidas.

Primeiro, em janeiro deste ano, ela apareceu no Australian Open usando um macaquinho verde com meia arrastão – já que o macacão foi proibido, mas nada foi falado sobre uma versão mais curta da peça.

Continua após a publicidade
Serena Williams

Já na última segunda (27), para sua primeira partida desta temporada no torneio de Roland-Garros, ela apareceu com um conjunto preto e branco de short-saia e top, da parceria entre a Off-White e a Nike, que vinha acompanhado por uma capa. Rainha que fala, sabe?

A criação, obra do estilista Virgil Abloh, um dos mais importantes quando o assunto é a moda contemporânea, tinha um forte simbolismo embutido ao trazer as palavras “mãe, campeã, rainha e deusa”, escritas em francês, estampando as peças.

Serena Williams
Tim Clayton/Corbis/Getty Images
Serena Williams
Jean Catuffe/Getty Images

Após a partida, em uma entrevista para o Tennis Channel, Serena falou sobre essa ser a sua segunda parceria fashion com o designer.

“[O look] Fala sobre o fato de eu ser uma mãe e uma rainha, assim como todas as mulheres também são. Uma campeã. Serve como um reforço positivo para mim, e eu meio que amo isso”, disse.

View this post on Instagram

Let the Roland Garros begin. Here is my French Open look designed by @virgilabloh and @nike.

A post shared by Serena Williams (@serenawilliams) on

Apesar de não ter começado muito bem na partida, Serena acabou vencendo a tenista russa Vitalia Diatchenko por  2-6, 6-1 e 6-0.

Serena Williams
Jean Catuffe/Getty Images
Continua após a publicidade
Publicidade