Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Um menu sereno e romântico para um jantar de Dia dos Namorados em casa

Lili Fujiy trocou a agitação da cidade pelo refúgio das montanhas. Ao lado do marido nesse cenário tranquilo, ela curte um menu especial para a data

Por Marina Marques - Atualizado em 11 jun 2020, 18h21 - Publicado em 7 jun 2020, 09h00

Filas de espera em restaurantes lotados sempre foram comuns no Dia dos Namorados nas grandes cidades. Mas nunca fizeram parte da rotina da paulistana Lili Fujiy (@lilifujiy) e de seu marido, Gabriel. Os dois preferiam um jantar agradável em casa, sem bagunça e com muito chamego. Agora, sair nem é viável mesmo. Mas não só por causa do isolamento. Tem a questão da mudança de endereço do casal, que desde 2018 mora em um chalé de 50 metros quadrados, a 20 quilômetros da cidade mais próxima. A economista, que atua como fotógrafa e food stylist, conta que, “tomada por uma vontade de fugir para o mato”, fez as malas e foi para a Serra da Mantiqueira, em Minas Gerais.

Lili Fujiy
Da horta de sua casa, no interior mineiro, saem os ingredientes para a fotógrafa e food stylist Lili Fujiy preparar as receitas afetivas favoritas dela e do marido Lili Fujiy/CLAUDIA

Entre as montanhas, alcançou o estilo de vida mais vagaroso que buscava. Ela colhe da horta os ingredientes que usa para preparar, com o companheiro, suas receitas afetivas favoritas. São lembranças de bons momentos e também uma forma de manter a ligação com o mundo – ou com a parte mais prazerosa dele. “Criamos aqui o ritual de cozinhar todos os dias. Revezamos na cozinha para fazer pratos especiais que brindem ao outro. Ter essa colaboração é fundamental para manter a leveza e evitar transformar essa atividade, necessária, em mais uma obrigação chata”, pontua Lili. Para este Dia dos Namorados, ela divide a receita do frango tandoori, a predileta de Gabriel, que viveu dois anos na Índia. A fotógrafa aprendeu a fazer o prato para proporcionar ao marido essa recordação dos sabores. Como acompanhamento, ela sugere o palak paneer, um creme também de origem indiana à base de espinafre e queijo. E, já que batata-doce não falta no terreno deles, ela acaba virando um delicioso chips para petiscar antes das refeições. As sobremesas são para mimar Lili, que adora experimentar enquanto prepara os doces.

Minipavlova com curd de amora e amêndoa tostada
Minipavlova com curd de amora e amêndoa tostada Lili Fujiy/CLAUDIA

O ELO RECUPERADO

Lili só aprendeu a cozinhar há nove anos, aos 30, quando passou por uma transição de carreira. Insatisfeita com o emprego em um banco, foi buscar outras paixões e redescobriu sua relação com o lar. “Tem a ver com a independência que cuidar da própria casa traz”, explica ela, que costumava ficar muito tempo fora. O aprendizado na cozinha veio de muita prática e estudo, mas também de um empurrãozinho inesperado. “Antes, eu tinha até uma certa aversão a preparar comida. Isso foi mudando graças à minha sogra, já falecida. Ela era argentina e uma cozinheira fantástica. Na verdade, ela nem gostava muito de mim a princípio, mas depois foi abrindo, aos poucos, seu caderninho de receitas comigo. Meu jeito de cozinhar tem muita influência dela, além das raízes japonesas da minha mãe e avós”, conta. À mesa, Lili passeia entre o rústico e o clássico. Ela enriquece os pratos e completa o mood com utensílios e cerâmicas que contribuam para criar o clima desejado. Para um jantar a dois, ela dá a dica: “Em uma primeira tentativa, dê preferência a receitas com valor
afetivo, mas que não sejam muito difíceis”.

Confira as receitas abaixo:

Chips de batata-doce com molho de ervas

Chips de batata-doce com molho de ervas

PRONTO EM 40 MINUTOS
RENDE 2 PORÇÕES

4 colheres (sopa) de azeite
2 batatas-doces médias cortadas em rodelas finas
Sal grosso moído e pimenta-do-reino a gosto
2 ramos de alecrim
Para o molho de ervas
1/2 cebola roxa pequena
1/4 de xícara de iogurte
1/4 de xícara de maionese
Suco de 1 limão
2 folhas grandes de funcho picadas

Em uma assadeira retangular regada com metade do azeite, disponha as rodelas de batata-doce. Regue com o restante do azeite e tempere com os demais ingredientes. Leve ao forno preaquecido a 180ºC por 15 minutos. Retire a assadeira do forno com cuidado e vire as batatas. Deixe assar por mais dez minutos ou até que fiquem sequinhas e crocantes. Prepare o molho de ervas No liquidificador, bata todos os ingredientes até formar um creme, mas sem triturar muito. Sirva os chips com o molho.

Continua após a publicidade

Ovos no purgatório

Ovos no purgatório

PRONTO EM 30 MINUTOS
RENDE 2 PORÇÕES

5 tomates grandes
1 colher (sopa) de azeite
1 cebola roxa picada
1 dente de alho picado
1/4 de xícara de vinho branco
2 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) de orégano
1 colher (chá) de páprica picante
2 folhas de louro
1 talo de salsão
Sal e pimenta-do-reino a gosto
2 ovos
Folhas de manjericão
Pão para acompanhar

Coloque os tomates, um de cada vez, diretamente sobre a grelha do fogão em fogo baixo. Vá virando-o com a ajuda de uma pinça para que a pele do tomate queime por igual. Tire do fogo e retire a pele com cuidado, com o tomate ainda quente. Corte-o em pedaços e reserve. Em uma frigideira com o azeite, refogue a cebola até dourar. Adicione o alho e refogue mais um pouco. Despeje o vinho
e misture. Acrescente o tomate e tempere com o açúcar, o orégano, a páprica, o louro, o salsão, sal e pimenta. Deixe cozinhar por cerca de dez minutos. Se necessário, vá adicionando água para não deixar o molho secar. Com uma colher de pau, faça duas cavidades no molho. Deposite em cada uma delas um ovo. Tempere com sal e pimenta. Tampe e deixe cozinhar por dois minutos, no máximo, se quiser as gemas moles – para gemas firmes, cozinhe por mais três minutos. Finalize com as folhas de manjericão e leve à mesa na própria
panela, acompanhado de pão.

Palak Paneer

Palak paneer

PRONTO EM 40 MINUTOS
RENDE 2 PORÇÕES

2 maços de espinafre com folhas e talos macios
5 colheres (sopa) de azeite
1 colher (chá) de sementes de cominho
1 colher (chá) de pimenta-caiena
½ xícara de cebola roxa picada
1 dente de alho picado
Sal a gosto
1 colher (chá) de açafrão em pó (cúrcuma em pó)
¼ xícara de tomate picado
1 colher (chá) de garam masala (tempero indiano)
300 gramas de ricota firme (ou qualquer outro queijo branco fresco mais firme)

Em uma panela, ferva água suficiente para o espinafre. Deixe reservado um recipiente com água gelada. Quando ferver, coloque o espinafre apenas até que murchem, apenas por alguns segundos. Escorra e coloque na água gelada para interromper o cozimento e preservar a cor vibrante do espinafre. No liquidificador, triture as folhas de espinafre até obter um purê fino. Numa frigideira, aqueça o azeite, adicione sementes de cominho e a pimenta. Adicione a cebola, o alho e o sal refogue até dourar. Em seguida, adicione açafrão em pó, tomate, garam masala e frite em fogo alto por 2-3 minutos. Adicione o espinafre e ferva em fogo alto por 3-4 minutos. Adicione a ricota cortada em cubos ao molho e mexa bem. Sirva em seguida.

Frango tandoori

PRONTO EM 1 HORA E 20 MINUTOS + TEMPO DE MARINADA
RENDE 2 PORÇÕES

1 cebola roxa pequena picada
1/2 beterraba média, sem casca, picada
1 xícara de iogurte natural
2 limões
2 dentes de alho sem casca
1 pedaço de 5 centímetros de gengibre, sem casca, picado
1/2 colher (chá) de semente de cardamomo
1 colher (chá) de semente de cominho
1 colher (sopa) de açafrão-da-terra em pó
1 colher (sopa) de semente de coentro
5 grãos de pimenta-preta
1 colher (sopa) de páprica
3 cravos
2 coxas e 2 sobrecoxas de frango
Folhas de coentro para finalizar

No liquidificador, bata a cebola e a beterraba com o iogurte, o suco de um dos limões e os demais ingredientes, exceto o frango e o coentro, até formar um molho. Despeje-o em um recipiente com o frango, cubra com filme plástico e deixe marinando por pelo menos oito horas na geladeira. Disponha o frango em uma assadeira antiaderente, reservando o molho, e leve ao forno preaquecido a 200ºC por 30 minutos. Retire do forno, vire os pedaços de frango, regue com o molho e volte ao forno por mais 30 minutos. Nos últimos três minutos, aumente a temperatura para 250ºC para dar uma leve tostada. Na hora de servir, finalize com as folhas de coentro e regue com o suco do limão restante.

Continua após a publicidade

Minipavlovas com curd de amora e amêndoa tostada

Minipavlova com curd de amora e amêndoa tostada

PRONTO EM 1 HORA E 30 MINUTOS + TEMPO DE GELADEIRA
RENDE 4 PORÇÕES

Para o curd
1 xícara de amora congelada
1/2 xícara de açúcar
2 colheres (sopa) de manteiga sem sal
4 gemas
Suco de 1 limão
Para o merengue
4 claras em temperatura ambiente
1 ¼ xícara de açúcar de confeiteiro
3/4 de colher (sopa) de vinagre
de maçã
3/4 de colher (sopa) de maisena
Para as amêndoas
1/4 de xícara de amêndoa
Para o chantili
250 gramas de creme de leite fresco
1 colher (sopa) de açúcar

Prepare o curd Em uma panela pequena, leve ao fogo as amoras, o açúcar e a manteiga até levantar fervura. Com a ajuda de um espremedor de batata, amasse as frutas para obter uma geleia. Reserve. Em uma tigela, bata levemente as gemas. Junte a elas parte da geleia e misture bem. Volte à panela com a geleia restante e cozinhe em fogo baixo até engrossar. Desligue o fogo e coe. Junte o suco de limão e misture. Cubra com filme plástico e leve à geladeira por quatro horas. Prepare o merengue Na batedeira, bata as claras em neve em velocidade média/baixa. Quando começarem a espumar, acrescente aos poucos 1/3 do açúcar peneirado. Bata por dois minutos e adicione mais 1/3 do açúcar. Continue batendo até que se dissolva bem. Adicione o açúcar restante e bata até formar picos firmes. Desligue a batedeira, adicione o vinagre e bata por mais cinco segundos. Junte a maisena e bata por mais cinco segundos. Forre uma assadeira com papel-manteiga. Com um lápis, desenhe quatro discos de 12 centímetros cada um e distribua o merengue entre eles. Com ajuda de uma colher, espalhe fazendo uma pequena cavidade em cada centro, formando pequenos cestos – se preferir, faça ninhos com um saco de confeitar. Leve ao forno preaquecido a 130ºC (ou à temperatura mais baixa possível) por cerca de 50 minutos. Cuidado para não deixar queimar. Os merengues devem ficar bem secos, branquinhos e firmes por fora. Deixe esfriar no próprio forno entreaberto. Prepare as amêndoas Em uma assadeira, leve as amêndoas ao forno a 180ºC por dez minutos ou até tostar, retirando a assadeira na metade do tempo, com cuidado, e chacoalhando bem. Deixe esfriar e pique com uma faca. Prepare o chantili Na batedeira, bata o creme de leite em velocidade média, adicionando o açúcar aos poucos, até começar a ficar firme (cuidado para não bater em excesso e virar manteiga). Distribua o chantili entre os ninhos de suspiro e sirva com o curd e as amêndoas picadas por cima.

Sorvete de coco com caramelo de gengibre

Sorvete de coco com caramelo de gengibre
Apaixonada por sorvete, a fotógrafa criou esta versão caseira com leite de coco, que tem pedacinhos crocantes de caramelo de gengibre. A combinação pouco comum resulta em um sabor complexo e sofisticado. Lili Fujiy/CLAUDIA

RENDE 500 MILILITROS
PRONTO EM 30 MINUTOS + TEMPO DE GELADEIRA E FREEZER

Para o caramelo
1/2 xícara de açúcar cristal
2 colheres (sopa) de gengibre fresco picado
Para o sorvete
1 xícara de leite de coco
1/2 xícara de creme de leite
1/2 xícara de leite
1/2 xícara de açúcar

Prepare o caramelo Em uma panelinha, derreta o açúcar em fogo baixo até obter um caramelo. Em uma fôrma forrada com papel-manteiga, distribua o gengibre e despeje o caramelo por cima. Deixe esfriar e endurecer. Quebre com uma colher em pequenos pedaços. Prepare o sorvete Em uma panela, leve ao fogo baixo o leite de coco, o creme de leite e o leite. Quando começar a soltar um leve vapor, junte o açúcar e misture bem até dissolver. Transfira para um recipiente, espere esfriar e leve à geladeira por quatro horas. Retire, misture novamente o creme e leve à máquina de sorvete para bater. Caso não tenha a máquina, leve ao freezer em um recipiente com tampa por uma hora. Retire e bata a mistura no processador para mantê-la cremosa. Repita o processo por, pelo menos, mais duas vezes até chegar à cremosidade desejada. Na última vez, adicione o caramelo quebrado ao sorvete. Volte ao freezer por pelo menos três horas antes de servir.

 

TEXTO MARINA MARQUES | FOTOS E PRODUÇÃO LILI FUJIY

Continua após a publicidade

Em tempos de isolamento, não se cobre tanto a ser produtiva:

Publicidade