Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Taís Araújo: “Consciência sem ação serve para pouca coisa”

A atriz deu uma declaração muito inspiradora na coletiva de imprensa de "Aruanas", série sobre ativistas que lutam pela preservação da Amazônia.

Por Júlia Warken
Atualizado em 15 jan 2020, 14h04 - Publicado em 27 jun 2019, 18h28

Taís Araújo, Camila Pitanga, Leandra Leal e Débora Falabella são atrizes conhecidas por se posicionarem abertamente sobre política. As quatro discordam do conservadorismo vigente e não escondem isso de ninguém, por mais que tal atitude possa abalar a popularidade delas.

E essas mulheres de peso está unidas em “Aruanas”, nova série produzida pela Globo – e que será lançada primeiramente no Globoplay, a plataforma de streaming da emissora. A trama gira em torno de uma ONG ambientalista chamada Aruana, comandada pelas personagens de Taís, Débora e Leandra. Atuante em diversas regiões do país, a instituição se vê em meio a uma perigosa batalha contra uma grande mineradora, no coração da Amazônia (em um cidade fictícia chamada de Cari).

“Aruanas” tem Cari como cenário principal, mas também se passa em Brasília e em São Paulo. A personagem de Camila é uma lobista, que trabalha no Congresso Nacional em favor de mineradoras poderosas. Além de falar sobre desmatamento e corrupção, a série também joga luz sobre algo pouco debatido: o fato de que o Brasil é o país que mais mata ativistas no mundo (e os defensores da natureza são os mais perseguidos).

O tema não poderia ser mais atual e a coletiva de imprensa da série, que aconteceu nessa quinta-feira (27), debateu muito sobre essa questão. A maior parte do elenco e da equipe de “Aruanas” esteve na Amazônia para as filmagens, o que fez com que se conectassem ainda mais com a realidade de lá – e o que não falta são histórias para contar.

Continua após a publicidade

Nessa conversa, veio de Taís Araújo a declaração mais inspiradora: “Eu me considerava uma pessoa consciente antes de fazer essa série. No meio da série eu vi que consciência sem ação serve para pouca coisa, se não, até [serve] para nada. É urgente. É preciso agir. E agir no dia a dia, agir nas pequenas coisas. Então a série me mudou nesse sentido, de que as medidas e as transformações, elas podem ser pequenas e diárias. E se elas se espalharem por todo o país e por todo o planeta, elas podem ser enormes”.

“Aruanas” estreia no Globoplay em 2 de julho e terá o primeiro capítulo exibido pela Globo no dia 3, às 22h50. O MdeMulher já assistiu a uma prévia da série, e a gente garante: vale muito a pena conferir.

(Foto: Fabio Rocha/TV Globo)
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

O mundo está mudando. O tempo todo.
Acompanhe por CLAUDIA e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.

Acompanhe por CLAUDIA.

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.