Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Programa ‘Ellen’ é investigado após denúncias de intimidação e racismo

Dez ex-funcionários e um atual do programa de Ellen DeGeneres denunciaram experiências "tóxicas" com os produtores do talkshow

Por Da Redação - Atualizado em 28 jul 2020, 13h53 - Publicado em 28 jul 2020, 14h00

O talkshow de Ellen DeGeneres está passando por investigações internas após ex-funcionários denunciarem casos de racismo e intimidação. A revista Variety confirmou, na última segunda-feira (27), que a WarnerMedia está conduzindo uma “revisão” do programa.

No início do mês, dez ex-funcionários e uma pessoa que está trabalhando atualmente no talkshow relataram ao BuzzFeed News, de forma anônima, que enfrentaram racismo, medo e intimidação nos bastidores do programa.

“Esse negócio de ‘ser gentil’ só acontece quando as câmeras estão ligadas. É tudo pelo programa”, disse um dos entrevistados ao portal. “Eu sei que eles tão dinheiro para as pessoas e ajudam-nas, mas é tudo pelo show”, completa.

Um dos ex-funcionários diz que foi demitido após ter tirado licença média. Já outro conta que perdeu o emprego após faltar ao trabalho para comparecer ao velório de um parente. Uma ex-funcionária, que é negra, relata que largou o emprego no programa após ouvir repetidos comentários racistas.

Continua após a publicidade

Ela conta que, quando foi contratada, ouviu um produtor dizer a uma colega de trabalho, também negra: “Nossa, você tem tranças. Espero que elas não te deixem confusa”. A mulher ainda relata que, durante uma festa, autores do programa disseram a ela que não sabiam seu nome pois “só conheciam o nome das pessoas brancas”.

De acordo com o BuzzFeed News, as reclamações se referem, em unanimidade, às atitudes dos produtores e membros da equipe do programa, e não de Ellen. No entanto, um ex-funcionário se queixa da falta de envolvimento da apresentadora com os acontecimentos dos bastidores do próprio talkshow.

“Se [Ellen] quer ter seu próprio programa e ter seu nome no título do programa, ela precisa estar mais envolvida sobre o que realmente está acontecendo”, declarou. “Eu acho que os produtores a cercavam e diziam ‘as coisas questão indo bem, todo mundo está feliz’ e ela simplesmente acreditava nisso”, completou.

O que os produtores dizem

Após a repercussão do caso, os produtores Ed Glavin, Mary Connelly e Andy Lassner enviaram um comunicado ao BuzzFeed News afirmando que estão “verdadeiramente de coração partido”. “Lamentamos que uma pessoa na nossa equipe teve uma experiência negativa. Isso não é quem somos e nem quem aspiramos ser. Não é a missão que Ellen nos deu”, escreveram.

Continua após a publicidade

“Para registrar, as responsabilidades do dia a dia do programa da Ellen são todas nossas. Nós levamos tudo isso muito a sério e percebemos que, como muitos no mundo que estão aprendendo, precisamos fazer melhor e sermos mais comprometidos a fazer o melhor”, finalizaram.

Conversando sobre notícias ruins com as crianças

Publicidade