Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Por que Philip teria deixado parte de R$ 224 milhões a funcionários

De acordo com o The Sun, o príncipe incluiu no testamento a rainha e os netos

Por Da Redação 28 Maio 2021, 12h23

Príncipe Philip, que faleceu em 9 de abril deste ano, aos 99 anos, incluiu três funcionários em seu testamento. Segundo o jornal The Sun, parte da fortuna, avaliada em 224 milhões de reais, será dividida entre eles.

A resposta para o ato do monarca está em seus valores, como aponta uma fonte ao veículo. “Ao contrário de alguns outros membros da realeza, Philip foi generoso com os três homens que cuidaram dele. Isso inclui seu secretário particular, brigadeiro Archie Miller Bakewell, seu pajem William Henderson e o criado pessoal Stephen Niedojadlo”, afirmou.

O valor deixado pelo marido da rainha Elizabeth a cada um dos funcionários não foi divulgado.

É leitora de CLAUDIA? Responda essa pesquisa rapidinho pra gente te conhecer melhor!

Philip destinou a maior parte de sua herança a sua esposa. Os netos também receberam uma parte da bolada. Inclusive o príncipe Harry, que recentemente compartilhou os conflitos internos da família real, não foi excluído do testamento do avô.

Segundo as informações divulgadas pelo The Sun, o monarca não guardava rancor. Além disso, a fonte afirmou que houve tempo suficiente para a família “resolver todas as questões jurídicas para não atrair impostos sobre a herança.”

  • Continua após a publicidade
    Publicidade