Príncipe Harry reage aos ataques racistas e sexistas à namorada

"Príncipe Harry está preocupado com a segurança da Srta. Markle e profundamente decepcionado por não ser capaz de protegê-la"

Desde que começaram, na mês passado, os boatos de que Príncipe Harry, 32 anos, estaria namorando a atriz norte-americana Meghan Markle, 35 anos, a vida dela se tornou um caos. A situação parece ter ficado realmente feia, já que, nesta terça-feira (08), o Palácio de Kensington soltou um comunicado confirmando o relacionamento e pedindo respeito à nova namorada de Harry.

A mensagem se inicia com uma explicação de que Harry tem consciência do interesse internacional por suas ações e que, apesar de ter consciência do privilégio que é receber constantemente o apoio de tantas pessoas, ele nunca se sentiu confortável com o interesse por sua vida pessoal. Por esses motivos, o príncipe sempre se esforçou para manter uma relação profissional com os veículos de mídia.

Leia também: Foto antiga mostra o quanto Príncipe Harry e seu avô se parecem

“Mas, na semana passada, uma linha foi cruzada. Sua namorada, Meghan Markle, tem sido alvo de uma onda de abuso e assédio. Alguns deles tem sido muito públicos – o amasso na primeira página de um jornal de veiculação nacional; as conotações raciais dos comentários; e o sexismo e o racismo nas mídias sociais e comentários de artigos da web”, afirma um trecho do comunicado.

Além disso, são citadas tentativas de invasão à casa da mãe de Meghan por fotógrafos, ofertas de suborno por parte de jornais ao ex-namorado da atriz e o assédio constante a todas as pessoas que conhecem e convivem com ela. “Príncipe Harry está preocupado com a segurança da Srta. Markle e profundamente decepcionado por não ser capaz de protegê-la.”, continua o texto, “Ele sabe que comentaristas dirão que ‘esse é o preço a se pagar’ e que é ‘parte do jogo’. Ele discorda fortemente. Isso não é um jogo – é a vida dela e a dele.”

Leia também: “Não é uma fraqueza” diz Príncipe Harry, pela 1ª vez, sobre a dificuldade em lidar com a morte da mãe

É informado que comunicado foi um pedido pessoal do príncipe feito na esperança de que aqueles da imprensa que estão guiando essa história parem e reflitam sobre o que estão fazendo ante que algum dano permanente aconteça. “Ele sabe que não é comum fazer um comunicado como este, mas espera que pessoas justas entendam porque ele sentiu ser necessário falar publicamente” finaliza o texto.