Príncipe Andrew anuncia afastamento da realeza após escândalo criminoso

Membro da Família Real terá que colaborar com investigações após acusações de assédio sexual.

Nesta quarta-feira (20) a família real anunciou que o Príncipe Andrew não irá mais participar de compromissos públicos durante um “futuro próximo”, já que os escândalo gerados por sua amizade com o empresário americano Jeffrey Epstein, acusado de agressão sexual, afetou sua reputação perante a corte.

Não perca o que está bombando nas redes sociais

“Perguntei a Sua Majestade se poderia me retirar das atividades públicas por tempo indeterminado, e ela me concedeu sua permissão”, anunciou o príncipe em comunicado. O segundo filho homem da rainha Elizabeth II reconheceu que sua ligação com Epstein acabou se tornando “um grande estorvo” para a família real e as associações de caridade que trabalham com a mesma.

O pronunciamento veio após Andrew perder o patrocínio de diversas empresas devido a uma entrevista concedida à emissora de televisão britânica BBC veiculada no último sábado (16). A entrevista foi recebida com baixa moral, analisada como desastrosa pela opinião pública do país.

Andrew, que frequentava a casa de Epstein, recebeu sérias acusações de abusar de uma jovem de 17 anos de idade. Segundo Virginia Roberts Giuffre, ela foi obrigada a manter relações sexuais com o duque de York no chão de uma casa em Londres. De acordo com a jovem, os encontros sexuais foram promovidos por Epstein.

Outra vitima disse que Andrew a tocou nos seios na casa do magnata, em 2001. O duque de York nega todas as acusações. Um comunicado sobre a situação foi emitido no Instagram da Família Real.

View this post on Instagram

A statement by His Royal Highness The Duke of York KG.

A post shared by The Royal Family (@theroyalfamily) on

Leia também: Rainha Elizabeth e príncipe Philip comemoram 72 anos de casados

+ Vestido que Lady Di usou em dança com John Travolta será leiloado

PODCAST – Por que não sinto vontade de transar?