Por que Obama pode não ir ao casamento de Harry

Governo britânico teme mal-estar diplomático com Donald Trump

Harry e Barack Obama participaram de muitos eventos juntos em 2017, no maior clima de amizade, mas a presença do ex-presidente dos Estados Unidos no casamento do príncipe com a atriz Meghan Markle ainda não é certa.

Leia também: O que já sabemos sobre o casamento real

O convite ainda está sob análise, de acordo com o jornal “The Sun”, porque o governo britânico teme um mal-estar diplomático com o atual presidente americano, Donald Trump, que pode se sentir ofendido.

De acordo com o jornal, as relações entre Trump e Theresa May, primeira-ministra britânica, estão tensas desde que o americano retuitou uma mensagem do vice-líder de um grupo de extrema-direita em novembro.

Leia também: Vestido de Natal usado por Meghan esgota nas lojas

Além disso, Meghan já criticou o presidente americano, chamando-o de misógino, em uma entrevista ao “Nightly Show”, com Larry Wilmore, no ano passado, quando seu relacionamento com Harry ainda não havia começado.

Segundo a “Vanity Fair”, pelo menos uma integrante da família Trump deverá ser convidado para a cerimônia de casamento, que acontece em maio de 2018: Ivana, filha de Donald Trump.

Logo após o casamento ser anunciado, ela escreveu em uma rede social: “Desejando a Meghan e ao príncipe Harry uma vida de amor, risos e felicidades juntos. Não tenho dúvidas de que esse casal fará coisas extraordinárias, individual e coletivamente. Parabéns!”

Leia também: Meghan e Kate aparecem pela primeira vez juntas