Meghan e Harry precisam devolver R$ 35 milhões em presentes de casamento

A devolução das lembrancinhas não se deve a uma falta de gentileza do casal

A equipe do palácio Kensington está trabalhando duro para conseguir devolver cerca de R$ 35 milhões em presentes recebidos por Meghan Markle e o príncipe Harry no casamento real.

De acordo com informações do jornal The Express, a devolução das lembrancinhas não se deve a uma falta de gentileza do casal, mas a um protocolo real.

Os noivos da família real não podem receber presentes de empresas e marcas, a fim de evitar que suas imagens sejam exploradas por elas. Por razões de segurança, membros da realeza também não devem receber regalos que de pessoas que não conhecem pessoalmente.

Cerca de um mês antes da cerimônia do dia 19 de maio, Meghan e Harry anunciaram que não gostariam de receber presentes do convidados e súditos, mas que fossem realizadas doações a quaisquer umas das setes instituições de caridade selecionadas na lista de casamento.

A empresa Bags of Love, especializada em roupas personalizadas, enviou um conjunto de biquínis e sunga customizados à duquesa e ao duque de Sussex para que eles vestissem na lua de mel.

Apesar de casos como o da empresa de roupas ter existido, há quem tenha respeitado o pedido do casal. O primeiro-ministro do Canadá Justin Trudeau, por exemplo, doou quase R$ 150 mil à organização Jumpstart em nome dos noivos.

Leia mais: Toda mulher da Família Real deve vestir este item em eventos sociais