CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Maycon (de novo) demonstra intolerância religiosa no BBB19

Em conversa com Hariany e Paula, Maycon revela seus fortes preconceitos com religiões de matriz africana.

Por Fábio Garcia Atualizado em 16 jan 2020, 00h41 - Publicado em 11 fev 2019, 08h40

Considerando como a edição do BBB19 tem fugido de todas as polêmicas possíveis nas primeiras semanas, foi uma grande surpresa ver no programa do último domingo (10) o vídeo polêmico com Maycon criticando a religiosidade de Rodrigo e Gabriela, de matriz africana. Porém, qual não foi a surpresa ao ver que o brother insistiu nesse assunto durante essa última madrugada, após a formação do paredão.

Maycon estava com Paula e Hariany na área dos balanços e contou novamente a respeito do episódio da festa. “Eu sou muito sensitivo assim das coisas, vejo… escuto… Aí eu vim comer, e estava o Rodrigo e a Gabi aqui. Começou a tocar umas músicas com ‘Exu’, falando essas coisas”, contou o brother se referindo à música “Identidade”, do sambista Jorge Aragão que fala, entre outras coisas, sobre racismo e sobre a identidade dos negros. Detalhe: a palavra ‘Exu’ não aparece na letra da música.

Respeito religião, mas tenho certo medo. Porque já aconteceram muitas coisas comigo, uma vez vi dois urubus em pé, eram dois espíritos ruins, estavam comendo umas macumbas. Na festa eu estava comendo, começou a tocar essas músicas e os dois viraram um de costas pro outro, se abraçar de costas, fecharam os olhos, começou a ventar. Na hora, começou a me falar um monte de coisa, um monte de voz falando coisas pra mim.”, narrou o brother. O vídeo pode ser visto abaixo:

Logo depois o assunto continuou, Maycon contou como as vozes insistiram para que ele não aceitasse cigarro de Gabriela. Paula complementou a discussão insinuando que os cigarros fumados por Gabriela são oferenda para o espírito. “Os ‘treco’ adora cigarro, fumam pra c****** e ela fuma pra c******”, contou a sister. O vídeo pode ser visto abaixo:

Continua após a publicidade

Vamos acompanhar para ver o que o Big Brother Brasil fará a respeito dessa clara demonstração de intolerância religiosa. Lembrando que, assim como o Racismo, discriminação à religião alheia também é considerada crime. Enquanto a Globo não toma uma atitude, a família de Rodrigo deixou o seguinte comunicado em suas redes sociais:  “Estamos cientes de tudo o que está sendo falado lá na casa, toda a intolerância religiosa e acusações. Estamos procurando medidas cabíveis para essa situação. Peço que vocês mandem boas energias para o Rodrigo, a Gabi e a família de ambos. Não é fácil ouvir certas coisas”.

Continua após a publicidade
Publicidade