Clique e assine com até 75% de desconto

Leonardo DiCaprio faz tweet em apoio à #DefundBolsonaro e Salles critica

Campanha pede conscientização acerca do financiamento à gestão ambiental do governo Bolsonaro e alerta sobre as queimadas na Amazônia

Por Da Redação Atualizado em 16 set 2020, 13h22 - Publicado em 10 set 2020, 11h26

Leonardo DiCaprio usou suas redes sociais na última quarta-feira (9) para defender a campanha #DefundBolsonaro (desfinancie Bolsonaro), criada por ativistas brasileiros, mas voltada a empresas internacionais e à opinião pública estrangeira como um todo. O objetivo é alertar os financiadores das políticas ambientais de Jair Bolsonaro para os impactos na floresta Amazônica, por conta do desmatamento e queimadas.

Em vídeo produzido pela campanha, cidades e produtos da Europa pegam fogo, fazendo referência às queimadas na Amazônia e pedindo para que as pessoas questionem empresas e governos “de que lado você está?”, enquanto uma imagem com as palavras “Amazon or Bolsonaro?” (Amazônia ou Bolsonaro) é mostrada.

O conteúdo, publicado pela Associação dos Povos Indígenas Brasileiros (Apib), foi compartilhado por DiCaprio em seu Twitter, junto com as hashtags #AmazonOrBolsonaro (Amazônia ou Bolsonaro) e #WhichSideAreYouOn (de que lado você está).

O ator foi respondido e criticado, também na rede social, por Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente. “Querido @LeoDiCaprio, o Brasil está lançando o ‘Adote 1 Parque’, projeto de preservação que permite você ou qualquer outra empresa a escolher um dos 132 parques na Amazônia e doar diretamente 10 euros por hectare por ano. Você vai colocar seu dinheiro onde está a sua boca?”, questiona em tweet escrito em inglês.

Continua após a publicidade

O projeto, lançado por Salles em julho, estabelece que empresas estrangeiras se esforcem para a preservação da Amazônia. Na época, o ministro concedeu uma entrevista à CNN Brasil em que explicou que “ao adotar um parque poderemos ter empresas nacionais ou estrangeiras se responsabilizando, fazendo uma aliança pela conservação dessas unidades.”

A interação logo fez com que o assunto se tornasse um dos mais comentados na rede social. No topo dos Trending Topics (Assuntos do Momento) do Twitter, é encontrada a hashtag #StopFakeNewsAboutAmazon (Pare com as Fake News sobre a Amazônia), lançada por apoiadores do governo Bolsonaro. Eles alegam que as notícias acerca das queimadas na Amazônia são falsas e criticam a atitude de DiCaprio, apesar de os dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) mostrarem que houve uma alta de 28% no total de focos de incêndio na floresta em julho deste ano, comparado ao mesmo mês no ano passado.

  • O que falta para termos mais mulheres eleitas na política

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade