Eduardo Costa critica comoção sobre cachorro morto e é detonado na web

Cantor sertanejo foi criticado pelos internautas por ironizar caso que aconteceu esta semana

O cantor Eduardo Costa acaba de se envolver em mais uma polêmica. Em seu Instagram, o artista publicou uma imagem ironizando a comoção nacional que ocorreu por conta do caso do cão morto numa unidade do supermercado Carrefour.

Leia mais: Tatá Werneck se revolta com caso de cão morto no Carrefour

O caso da cadela Manchinha, que morreu após ter sido agredida em uma unidade do Carrefour, teve grande repercussão nas redes sociais. Um segurança do supermercado é o principal suspeito pelos maus-tratos – ele foi afastado preventivamente durante as investigações. Na tarde da última quarta-feira (5), o Ministério Público de São Paulo instaurou um inquérito civil para apurar a ocorrência.

Eduardo publicou uma imagem afirmando que os brasileiros “fecham os olhos” para os 60 mil homicídios por ano no país. “E o Brasil? E que comece o mimimi”, disparou ele na legenda da publicação, que foi detonada pelos seguidores. 

 (Reprodução/Instagram)

“Apagou o post por quê? Se colocou, agora dê a sua cara a tapa. Não era só um cachorro. Era uma vida. Uma crueldade e não importa quem foi!”, comentou uma seguidora.

Porém, após muitas críticas, Eduardo decidiu apagar a publicação e fazer uma outra. Na segunda imagem publicada por Eduardo Costa, dois casos são comparados, fazendo uma critica àqueles que se indignaram com o ocorrido.

“Não há como negar que há algo de errado numa sociedade que se indigna mais com um crime contra o animal do que com o cometido contra um ser humano e, o que é pior: contra uma senhora de 106 anos”, diz a imagem.

E na legenda, o sertanejo ainda enfatizou: “É como eu penso e vou continuar pensando.”

Pouco depois, Eduardo Costa fez um vídeo ao vivo em seu perfil para se explicar sobre o caso. Na gravação, ele decide se retratar e afirma que “um cara que mata um animal tem que apanhar mesmo”, e inclusive mostra seus cães de estimação para mostrar apoio à revolta com o caso.

Leia maisO que já se sabe sobre as investigações do cachorro morto no Carrefour

Saiba como denunciar práticas de maus-tratos a animais

Siga CLAUDIA no Instagram