CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Como Kate Middleton levou estilista brasileira à falência

Ao contrário do podemos pensar, o ''Efeito Kate'' pode ser devastador para os negócios

Por Redação Estilo Atualizado em 20 jan 2020, 20h01 - Publicado em 21 fev 2017, 15h49

Em recente entrevista ao Daily Mail, a estilista brasileira Daniella Helayel contou como Kate Middleton alavancou sua carreira, e também a quebrou.

A Issa, marca da qual Daniella era fundadora e dona, foi catapultada para o mercado de celebridades por oferecer modelos e desenhos que beneficiavam os corpos e as curvas das mulheres. “Eu comecei a desenhar roupas para que as mulheres se sentissem bonitas. Essa era minha filosofia quando lancei a Issa e é minha filosofia até hoje”, diz. “Eu queria fazer roupas que pudessem transitar do dia para a noite, que ficassem bonitas nas mulheres e que durassem”, disse ao jornal.

A marca tinha clientes de peso como Madonna, Scarlett Johansson e Jennifer Lopez, mas o real pico foi quando Kate Middleton usou o vestido envelope de seda azul — best seller da marca — para a entrevista de anúncio de seu casamento com o Príncipe William, em 2010.

Kate Middleton e Príncipe Wiiliam

“A Issa era uma marca que servia para um nicho específico e tínhamos clientes fiéis, mas nos anos de 2008 e 2009 estávamos em uma séria crise financeira. Quando Kate usou aquele vestido, tudo mudou”, disse Daniella.

A estilista não tinha nem ideia de que a princesa usaria o vestido naquela ocasião e não tinha se preparado para tal momento. “Naquele manhã eu tinha ido à yoga e recebi uma ligação de uma amiga falando sobre o noivado real. Como não tínhamos televisão no estúdio, só conseguimos saber que Kate estava usando nossa marca quando os telefones começaram a tocar e não pararam mais. Foi uma loucura”.

O vestido acabou em questão de 5 minutos e milhares de pessoas já estavam na fila de espera. “Desde aquele dia, as vendas do modelo dobraram e eu não tinha dinheiro para financiar uma produção naquela escala. O banco não quis me emprestar dinheiro e eu não conseguia pagar minhas contas, então decidi que precisava de um investidor.” Foi aí que Camila Al-Fayed, amiga de Daniella e filha de um milionário egípcio, entrou na jogada e comprou 51% do negócio.

A parceria ia muito bem, mas, após um CEO ser contratado e mudar o jeito da marca, Daniella resolveu sair e o negócio, assim como a amizade das duas, foi por água a baixo após 2 anos.

“Foi muito triste ver o negócio que eu montei em décadas, evaporar”, disse Daniella ao Daily Mail. “Resolvi ficar dois anos fora desse cenário. Eu fiz muita yoga, viajei para Los Angeles, Asia e voltei para o Brasil para visitar minha família.”

Foi apenas após uma ida ao Japão que Daniella recuperou sua inspiração e resolveu voltar a desenhar e criou uma marca nova, a Dhela, que traz pitadas da Issa com um toque mais maduro e moderno. “Voltar a fazer o que eu amo vem sendo uma experiência maravilhosa e eu percebi o quanto senti falta.”

Hoje, sua nova marca também é querida das celebs como Ellie Goulding e Shay Mitchell.

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

Gorgeous @elliegoulding wearing #DHELA @dhelaworld last night in London @theanimalball #AnimalBall #DhelaGirls #SaveTheElephants #SaveTheAnimals styled by @radcliffesciamma

A post shared by DANIELLA HELAYEL (@daniellahelayel) on

View this post on Instagram

Beautiful Shayn Mitchell @shaym wears #DHELA jumpsuit yesterday in Los Angeles dressed by @chloebartoli . Thank you both she looks stunning 😍😍😍#DhelaGirls #Jumpsuit #ShaynMitchell

A post shared by DANIELLA HELAYEL (@daniellahelayel) on

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade