Clique e Assine CLAUDIA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Cineasta francês é indiciado por estupro de duas atrizes

Benoît Jacquot foi acusado por Julia Roy e Isild Le Besco, que fizeram seus filmes em diferentes épocas

Por Da Redação
Atualizado em 5 jul 2024, 18h26 - Publicado em 5 jul 2024, 15h25

O cineasta francês Benoît Jacquot, de 77 anos, foi indiciado na quarta-feira (3), pelo estupro das atrizes Julia Roy e Isild Le Besco.  A investigação teve início em fevereiro, depois que a atriz Judith Godrèche apresentou denúncia contra ele e o diretor Jacques Doillon, que foram detidos na última segunda-feira (01) para interrogatório. Segundo o Ministério Público Francês, Doillon foi liberado no dia seguinte “por razões médicas” e acabou não denunciado formalmente.

O diretor Benoît Jacquot ao lado de Julia Roy na première do filme Até Nunca Mais, em 2016, e com Isild Le Besco divulgando
O diretor Benoît Jacquot ao lado de Julia Roy na première do filme Até Nunca Mais, em 2016, e com Isild Le Besco divulgando “Dalit – O Intócavel” no Festival de Veneza, em 2006 (Pascal Le Segretain e Franco Origlia/Getty Images)

O estupro de Julia Roy teria acontecido em 2013, e o de Isild Le Besco entre 1998 e 2000. O MP solicitou o indiciamento formal de Jacquot por “estupro, agressão sexual e violência, supostamente cometidos entre 2013 e 2018″ contra a primeira e também por “estupro de menor por pessoa com autoridade, estupro por convivente, supostamente cometidos entre 1998 e 2000, e em 2007” contra Isild.

Godreche afirmou que sua relação com o cineasta foi marcada por “controle” e “perversão” e que sofreu estupros. O caso desencadeou uma nova onda do movimento #MeToo no cinema francês, encorajando outras que passaram por algo parecido a procurarem as autoridades.

A atriz Judith Godrèche fez a primeira denúncia contra Benoît Jacquot
A atriz Judith Godrèche fez a primeira denúncia contra Benoît Jacquou (Reprodução/Instagram)

Julia Roy rodou quatro filmes dirigidos por Jacquot (“Até Nunca Mais” (2016), “Eva” (2018), “O Último Amor de Casanova” (2019) e “Suzanna Andler: Sob o Sol da Riviera”(2021). Isild Le Besco, que no total esteve no set com Jacquot em seis produções – “Sade” (2000), “Adolphe” (2002), “Até já” (2004), “Dalit – Intocável” (2006) e “No fundo da floresta” (2010), além de “Marie Bonaparte” (2004), filme para a televisão –, apresentou sua denúncia no final de maio. Tanto ele quanto Doillon negam as acusações.

Continua após a publicidade

Assine a newsletter de CLAUDIA

Receba seleções especiais de receitas, além das melhores dicas de amor & sexo. E o melhor: sem pagar nada. Inscreva-se abaixo para receber as nossas newsletters:

Acompanhe o nosso Whatsapp

Continua após a publicidade

Quer receber as últimas notícias, receitas e matérias incríveis de CLAUDIA direto no seu celular? É só se inscrever aqui, no nosso canal no WhatsApp

Acesse as notícias através de nosso app 

Com o aplicativo de CLAUDIA, disponível para iOS e Android, você confere as edições impressas na íntegra, e ainda ganha acesso ilimitado ao conteúdo dos apps de todos os títulos Abril, como Veja, Superinteressante e Capricho. 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de 14,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.