Atrizes de Hollywood vão com ativistas feministas ao red carpet

Como parte dos protestos contra assédio e abuso sexual em Hollywood, estrelas como Meryl Streep levaram ativistas feministas ao Globo de Ouro 2018.

O Globo de Ouro 2018 é uma das edições mais politizadas da história. Após os escândalos sexuais envolvendo poderosos como Harvey Weinstein e atores como Kevin Spacey, as mulheres de Hollywood se organizaram em um movimento chamado Time’s Up e, em protesto, decidiram ir vestindo preto à premiação.

Além disso, algumas estrelas, como Laura Dern, Michelle Williams, Meryl Streep e Emma Stone levaram ativistas feministas como suas acompanhantes ao tapete vermelho. Dessa forma, elas dão espaço e amplificam a voz dessas mulheres que fazem trabalhos tão importantes.

>>> Leia o discurso de Oprah Winfrey no Globo de Ouro 2018 na íntegra e em português

Michelle Williams foi acompanhada de Tarana Burke, a ativista que criou o movimento #metoo em 2006, com o objetivo de conscientizar as pessoas a respeito do abuso e assédio sexual. O movimento ganhou muito espaço após as acusações contra Harvey Weinstein, e as mulheres que aderiram a ele foram até eleito como “pessoas do ano” pela revista Time.

Michelle williams e tarana burke no tapete vermelho do globo de ouro

 (Frazer Harrison/Getty Images)

Meryl Streep foi acompanhada de Ai-jen Poo, ativista diretora da Aliança Nacional das Trabalhadoras Domésticas. Ela luta pelos direitos de profissionais como babás, faxineiras e cuidadoras de idosos desde 1996, e já contribuiu para que diversas leis que garantem direitos a essas trabalhadoras fossem aprovadas.

Meryl Streep e Ai-Jen Poo Tapete Vermelho Globo de Ouro

 (Frazer Harrison/Getty Images)

Laura Dern foi com Monica Ramirez, co-fundadora da Aliança Nacional de Trabalhadoras Rurais. Ela advoga a favor das trabalhadoras do campo, e se dedica a combater a violência contra as mulheres de uma forma geral, e mais especificamente contra as trabalhadoras rurais.