CLIQUE E ASSINE A PARTIR R$ 6,90/MÊS

A Usurpadora está de volta em março

Sucesso absoluto de audiência, a trama estrelada por Gabriela Spanic volta às tardes do SBT a partir de 30 de março

Por Silvio Carvalho Atualizado em 22 jan 2020, 01h43 - Publicado em 12 mar 2015, 09h53

Mais um grande sucesso de audiência estará de volta às telinhas do SBT em março. Os fãs de Paulina Martins e Paola Bracho, interpretadas por Gabriela Spanic terão a oportunidade de rever a história de amor e ódio das duas irmãs gêmeas. De aparência idêntica, mas personalidades completamente diferentes, elas são separadas no nascimento, mas se reencontram anos depois.

A Usurpadora reestreia na segunda-feira (30), às 17h.

Relembre a trama

A novela conta a história de duas irmãs gêmeas idênticas, Paulina e Paola Bracho. Paulina é uma moça pobre e honesta, que vive com a mãe doente (Nuria Bages) e trabalha como arrumadeira em um clube da cidade onde mora. Paola é uma milionária fria e calculista, que deu o golpe do baú em Carlos Daniel (Fernando Colunga), um milionário boa pinta, dono das empresas Bracho. Aventureira, tem vários amantes e está sempre ausente do seio familiar.

Além de Carlos Daniel e os dois filhos, vivem na mansão dos Bracho, vovó Piedade (Libertad Lamarque), a matriarca da família; Estephanie (Chantal Andere), irmã de criação de Carlos Daniel e Willy (Juan Pablo Gamboa), marido de Estephanie, que tem um caso com Paola. Todos na casa conhecem a fama da megera, mas o marido traído, não é capaz de perceber o tipo de mulher que está lidando. Perversa, ela ainda incentiva vovó Piedade a beber. Alcóolatra, a senhora não é capaz de livrar-se do vício sozinha e sofre muito com a dependência. Além do drama da senhora, os Brachos vivem um outro problema grave: a situação da empresa não vai nada bem. 

Paola descobre que tem uma grave doença e pouco tempo de vida. O destino coloca as duas irmãs frente a frente. Ao invés de se redimir de seus pecados, Paola traça um plano para livrar-se do marido e assim poder curtir a vida sem culpas: ela propõe a Paulina que ocupe seu lugar na mansão dos Bracho e assim poderá ficar livre para curtir o resto de vida que ainda tem. Muito honesta, a arrumadeira rejeita a proposta.

Mas, infelizmente, o destino lhe prega uma nova peça. A saúde de sua mãe, Dona Paula se agrava e Paola precisa pedir um empréstimo ao patrão. Diante de uma resposta negativa, a moça não vê nenhuma outra alternativa para a situação. Infelizmente, sua mãe não resiste e Paulina cai em depressão. Paola aproveita a fragilidade da irmã e tenta convencê-la a trocar de identidade. Paulina se nega novamente mas a megera bola um plano infalível: ela forja uma prova contra a camameira. Para livrar-se das acusações da megera e não ir para a cadeia, Paulina não vê outra alternativa a não ser aceitar a troca.   

Já no papel da irmã, Paulina se dedica a cuidar da família Bracho. Generosa, ajuda a tirar a fábrica da falência e é muito amorosa com os filhos do marido. Com o tempo, conquista o carinho de Vovó Piedade e a ajuda a curar-se do alcoolismo. Apesar de não ter percebido a troca, Carlos Daniel sente que está completamente apaixonado pela esposa. Paulina também se encanta por Carlos Daniel, mas sabe que é um amor impossível. Enquanto isso, Paola curte a vida que desejou. Um ano depois, cansada de suas aventuras, Paola decide voltar para a família e ocupar novamente o seu lugar. Paulina é desmascarada e acusada de ser A Usurpadora.

Reveja outros sucessos mexicanos

Veja também: os remakes brasileiros de novelas latinas

Continua após a publicidade

Publicidade