Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Finalmente o Instagram vai liberar o envio de DMs pela web

Como de costume, um grupo de usuários já está testando a ferramenta e, em breve, ela deve ser liberada para todo mundo.

Por Lucas Castilho 16 jan 2020, 12h56

Se 2020 começou com notícias catastróficas como uma possível terceira Guerra Mundial, incêndios de proporções inimagináveis na Austrália, e a “saída” de príncipe Harry e Meghan Markle da realeza britânica, finalmente, os refrescos chegaram! O Instagram anunciou nesta semana estar testando um velho pedido dos usuários: a possibilidade de mandar mensagens diretas por meio da versão web do aplicativo. Atualmente só é possível fazer isso por meio de extensões pagas.

Sim, agora será possível, durante o expediente do trabalho, alternar rapidamente entre uma planilha de custos e aquela DM respondendo qual restaurante chinês ir ao final do dia. Um sonho! Até agora, para fazer isso, era necessário todo o trabalhão de ver a notificação, desbloquear o telefone, entrar no aplicativo e, enfim, encontrar a mensagem e respondê-la. Com coisas do tipo aquecimento global reduzindo dia a dia nossa existência na terra, não temos tempo a perder, afinal!

“Prometo que escutamos o feedback de vocês. Estamos testando algo que ouvimos constantemente dos usuários do Instagram Direct: acesso via web”, tuítou esta semana Vishal Shah, Head de Produto do Instagram.

De acordo com o The Verge, algumas pessoas selecionadas já estão testando a ferramenta e, caso ela dê certo, em breve, será disponibilizada para todos os usuários. Vai funcionar essencialmente como é a experiência no mobile – com o recebimento de notificações e tudo! Será possível criar grupos ou conversar com alguém tanto pela página de mensagens diretas quanto pelo perfil. Clicar duas vezes para curtir as mensagens e envio de fotos também serão mantidos.

  • E a humanidade já pode respirar aliviada: o aplicativo de propriedade do Facebook quer apenas otimizar a vida de todos!

    Continua após a publicidade
    Publicidade