Clique e assine com até 75% de desconto

Rainha aceita pedido de Harry e Meghan para se afastarem da Família Real

Em nota oficial e raro tom pessoal, ela confirma que não há mais volta na decisão do casal

Por Ana Claudia Paixão Atualizado em 13 jan 2020, 15h56 - Publicado em 13 jan 2020, 15h19

A reunião de mais de duas horas entre a Rainha, príncipe Charles e príncipes William e Harry acabou há pouco mais de uma hora com apenas uma novidade: não houve sucesso em convencer Harry a mudar de idéia quanto a afastar da Família Real. Segundo o jornal The Sun, a rainha pessoalmente apelou para o laço sanguíneo acima da função pública, mas encontrou um neto triste, porém irredutível.

Talvez para não ser a última a se pronunciar dessa vez, a Rainha distribuiu imediatamente um comunicado muito pessoal ao fim da reunião.

“Hoje a minha família teve discussões construtivas sobre o futuro do meu neto e sua família. Minha família e eu estamos dando todo apoio ao desejo de Harry e Meghan de criarem uma vida nova como uma jovem família. Apesar de que nós gostaríamos que eles permanecessem trabalhando em tempo integral como membros da Família Real, nós entendemos o seu desejo de ter uma vida mais independente como família, mantendo seu valorizado papel na minha família”, ela diz na nota. “Harry e Meghan deixaram claro que não querem depender de dinheiro público nessa nova fase da vida deles. Então foi acordado que haverá um período de transição em que os Sussex passarão um tempo entre Canadá e o Reino Unido. São assuntos complexos para minha família resolver, terá um tempo de trabalho, mas eu pedi que as decisões finais sejam concluídas nos próximos dias”.

Divulgação/Reprodução

Vitória para Harry e Meghan, que se mantiveram firmes em sua decisão.

Os irmãos chegaram e saíram separados da reunião. William pulou o almoço em família e chegou diretamente para o encontro. Os dois também distribuíram uma nota para a imprensa – assinando juntos – e negando as informações vazadas nos jornais no último ano. “Apesar dos desmentidos, uma história falsa foi publicada no Reino Unido que especula sobre a relação entre o Duque de Sussex e o Duque de Cambridge. Para irmãos que preocupam tão profundamente sobre as questões de saúde mental, o uso de linguagem inflamada como tem sido usada é ofensiva e potencialmente prejudicial “, diz a nota.

Segundo os jornais ingleses,  primeiro ministro do Canadá, Justin Trudeau, teria concordado que o Governo Canadense arque com os custos de segurança para o jovem casal, que, ainda como membros da Família Real, tem direito à segurança integral. Estima-se que o custo de segurança esteja na casa de um milhão de libras esterlinas ao ano, algo como 5 milhões de reais. Essa questão de segurança é uma das principais a ser tratada, especialmente depois da trágica experiência da princesa Diana, que não tinha mais a proteção quando deixou a Família Real.

Como Meghan e Harry estão à frente da narrativa da história deles, em breve eles mesmos devem se pronunciar. A novela pode estar mais perto do fim.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade