Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Alimentos que reduzem a ansiedade, controlam a gula e ajudam a emagrecer

"Perdi 46 kg com as frutas que tiram a ansiedade! Incluí a banana, a maçã e as amêndoas no cardápio e consegui resistir às tentações durante a dieta: sequei em dez meses!", conta Adriana Silva

Por Redação M de Mulher
Atualizado em 15 jan 2020, 23h39 - Publicado em 22 Maio 2013, 21h00

Adriana de Souza Silva, 33 anos, auxiliar administrativa, Cascavel, PR
Foto: Juliana Norbachs

“‘Adriana, você está a um passo da obesidade mórbida.’ Doeu ouvir o diagnóstico da nutricionista naquela manhã de maio de 2012. Na hora, lembrei da maneira irresponsável com que havia lidado com meu corpo nos últimos 17 anos. Desde a adolescência, tinha me deixado dominar pela gula e pelo sedentarismo. Mas aquele alerta da médica caiu como uma sentença de morte para mim. Naquele momento, me dei conta de que só havia uma saída: lutar pela minha vida!

Só na tarja preta

Na escola, já estava acostumada a ser lembrada como a gorda simpática. Vivia com um sorriso no rosto para as pessoas, mas, quando estava sozinha, chorava e desejava não ter aquele corpo. Só que a gula era mais forte que a tristeza: comer para mim sempre foi um vício, tipo uma dependência química, sabe?

E essa mentalidade só me engordou: todo ano, eu ia ao endocrinologista e pedia uma receita de remédio tarja preta para emagrecer. Era uma maravilha: perdia cerca de 18 kg em um período de quatro meses. Só que aí achava que estava livre da gordura e continuava com meus hábitos ruins. Em alguns meses, eu recuperava o peso perdido e ganhava sempre um pouquinho a mais.

Passei mais de dez anos nesse círculo vicioso. E minha vida foi ficando cada vez mais difícil. Primeiro, passei a sofrer com um refluxo intenso. Depois, as pernas começaram a doer e eu sentia dificuldade para andar.

Em 2010, tomei coragem para me pesar e descobri que estava com 106 kg! Me assustei, mas, em vez de tomar uma atitude, decidi chutar o pau da barraca de vez e comer como uma louca, sem me preocupar mais com as consequências. Nos dois anos seguintes, me entupindo de cerveja e salgadinhos, bati a marca dos 113 kg!

Continua após a publicidade

Perdi 4 kg na primeira semana

A reviravolta na minha vida só começou em maio do ano passado, no dia em que me mostraram uma foto que tiraram de mim numa festa da empresa. Olhei para aquela imagem e não consegui encontrar a Adriana. Eu estava desfigurada! Fiquei arrasada, mas dessa vez, em vez de apelar para os remédios, preferi ir ao consultório da nutricionista. Ela me alertou sobre o risco iminente de eu me tornar uma obesa mórbida. Saí de lá consciente de que não existia milagre: se eu quisesse fazer algo por mim, teria que começar a movimentar meu corpo e a comer menos e melhor.

Comecei a fazer caminhadas leves todas as tardes. Minha maior dificuldade, no entanto, foi lidar com a abstinência de comida. Nas primeiras semanas, sentia uma ansiedade doida, uma vontade absurda de tomar cerveja e devorar salgadinhos.

Mas o cardápio que a nutri me passou, riquíssimo em fibras e alimentos integrais, me ajudou demais! Também incluí na minha dieta banana, maçã e amêndoas, que, segundo a médica, dão saciedade a ajudam a controlar a ansiedade. Foi ótimo! Elas seguravam a minha onda quando batia a gula.

Me motivei muito porque, logo nos primeiros dias, já senti um desinchaço geral na barriga, braços e pernas. Eliminei 4 kg na primeira semana! E como foi maravilhoso ouvir as pessoas dizendo ‘Você está emagrecendo’, ver minhas pernas ficando mais magras e firmes, começar a ter fôlego para caminhar, conquistar autoestima

Em março deste ano, após dez meses de dieta, consegui perder 46 kg! Mais de 4 kg por mês! Sem remédio, sem cirurgia, sem mágica.”

Continua após a publicidade

Alimentos que baixam a ansiedade controlam a gula

Alimentos que reduzem a ansiedade, controlam a gula e ajudam a emagrecer

A maçã ajuda a combater a crise de abstinência ao longo da dieta
Foto: Getty Images

Quem já tentou sabe: não é fácil controlar aquela vontade louca de comer durante a dieta. A nutricionista Paula Fernandes, da clínica Sabor Integral, de São Paulo, explica: “Todas as células do corpo emitem uma substância que ‘pede’ o alimento. Quando estamos acostumados a comer demais, as células ficam condicionadas a liberar essa substância no sangue em grande quantidade. Quando começamos a dieta, as células continuam liberando por um tempo essa substância, ‘pedindo’ ao corpo a mesma quantidade de alimento que elas recebiam antes do início do regime. E, se o corpo pede, você começa a sofrer aquela ansiedade doida para enfiar o pé na jaca. A vontade costuma diminuir após mais ou menos duas semanas, mas enquanto isso é preciso resistir firme”.

Maçã, amêndoa e banana combatem “abstinência”

A boa notícia é que existem alimentos saudáveis e ricos em triptofano, substância responsável por “consolar” o corpo e diminuir a ansiedade por comida. A banana, a maçã e as amêndoas, consumidas pela Adriana, são exemplos desses alimentos. Além dessas frutas antiansiedade, há outros alimentos úteis para combater a crise de abstinência durante a dieta. Confira ao lado a lista elaborada pelas nutricionistas Cyntia Bassi, do Hospital São Cristóvão, em São Paulo, e Paula Fernandes:

Cardápio inserido
div#cardapio_wrap div,div#cardapio_wrap span,div#cardapio_wrap div#cardapio_wraph1, div#cardapio_wraph2, div#cardapio_wraph3, div#cardapio_wrap p, div#cardapio_wrap a, div#cardapio_wrap em, div#cardapio_wrap img,
div#cardapio_wrap strong, div#cardapio_wrap b, div#cardapio_wrap u, div#cardapio_wrap i, div#cardapio_wrap center, div#cardapio_wrap table, div#cardapio_wrap tr, div#cardapio_wrap td{margin:0;padding:0;border:0;font-size:100%;font:inherit;vertical-align:baseline;}
body{line-height:1;}
table{border-collapse:collapse;border-spacing:0;}

div#cardapio_wrap{font-family:Arial,sans-serif;overflow:hidden;width:620px;}
div#cardapio_wrap div#cardapio_header{background-color:#404042;display:table;height:38px;text-align:center;text-transform:uppercase;width:100%;}
div#cardapio_wrap div#cardapio_header span{color:#fff;display:table-cell;font-size:18px;font-weight:bold;vertical-align:middle;}
div#cardapio_table{display:table;overflow:hidden;width:620px;}
div#cardapio_table div.cardapio_column{background-color:#f6f6f6;display:table-cell;padding-bottom:20px;vertical-align:top;width:205px;}
div#cardapio_table div.cardapio_column.middle{border-left:2px solid #fff;border-right:2px solid #fff;background-color:#eeeeee;margin:0 2px;width:206px;}
div#cardapio_table div.cardapio_column div.cardapio_item{float:left;width:204px;}
div#cardapio_table div.cardapio_column div.cardapio_item h3{color:#000;display:block;font-size:14px;font-weight:bold;letter-spacing:0px;margin:15px 0 11px;text-align:center;text-transform:uppercase;width:100%;}
div#cardapio_table div.cardapio_column.bottom div.cardapio_item h3{margin-top:0;}
div#cardapio_table div.cardapio_column div.cardapio_item p{color:#6f6f6f;display:block;font-size:13px;line-height:19px;margin:0 auto;width:90%;}
div#cardapio_table div.cardapio_column div.cardapio_item h4{color:#6f6f6f;display:block;font-size:13px;font-weight:bold;margin:15px auto 0;text-align:left;width:90%;}

Continua após a publicidade

@media only screen and (max-width: 620px), only screen and (max-device-width: 620px){
div#cardapio_table,div#cardapio_wrap{width:100%;}
div#cardapio_table div.cardapio_column{background-color:#fff;display:block;float:left;margin:0 0 3px;padding-bottom:0;width:100%;}
div#cardapio_table div.cardapio_column.middle{background-color:#fff;display:block;margin:0 0 3px;width:100%;}
div#cardapio_table div.cardapio_column.middle div.cardapio_item{background-color:#eeeeee;}
div#cardapio_table div.cardapio_column div.cardapio_item{background-color:#f6f6f6;float:left;padding-bottom:20px;width:100%;}
div#cardapio_table div.cardapio_column div.cardapio_item h3{margin:15px auto 11px;text-align:left;width:90%;}
}

br.clear{clear:both}

O cardápio da Adriana

Desjejum

· 1 banana

Café da manhã

· 1 xícara (chá) de café preto com adoçante + 4 torradas integrais com requeijão light

Dica da nutricionista:

A cafeína do café inibe a absorção de cálcio e causa celulite. Prefira suco natural ou água de coco.

Continua após a publicidade

Lanche da manhã

· 1 porção de fruta ou 1 barrinha de cereal

Almoço

· Salada à vontade (alface, rúcula, tomate, legumes grelhados, abobrinha, chuchu) + 1 porção de carne magra grelhada + 1 porção de mandioca ou batata cozida

Uma hora após o almoço

· 1 copo de suco de fruta natural com adoçante

Lanche da tarde 1

· 1 porção bem servida de melancia

Dica da nutricionista:

Consuma a melancia com um pouco de gengibre. Ele é termogênico e ajuda na absorção de gorduras.

Continua após a publicidade

Lanche da tarde 2

· 1 barrinha de cereal

Jantar

· 3 torradas integrais com patê de peito de peru + 1 xícara de chá de maçã com canela e gengibre + 1 pote de iogurte com granola

Dica da nutricionista:

O chá com gengibre é termogênico e pode tirar o sono. Prefira leite ou suco de soja.

(Cód. Conteúdo: 742110)

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

O mundo está mudando. O tempo todo.
Acompanhe por CLAUDIA e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.

Acompanhe por CLAUDIA.

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.