Clique e Assine CLAUDIA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Flip 2023: 8 autoras para ficar de olho

Indicamos livros para você chegar na 21a edição do evento conhecendo mais detalhes das escritoras confirmadas na programação

Por Paula Jacob
15 nov 2023, 08h04

Uma das grandes contribuições da Flip – Festa Literária Internacional de Paraty é a divulgação de livros e autores, nacionais e internacionais, para um público não necessariamente especializado, mas interessado em ler. Nesta edição, entre os diversos nomes confirmados, selecionamos 8 mulheres que merecem um espaço na sua estante.

Flip 2023: autoras para ficar de olho
(Divulgação/Divulgação)

Depois do sucesso de Copo Vazio, Natalia Timerman retorna ao circuito com As Pequenas Chances (R$ 69,90, Todavia), relato íntimo sobre a morte de seu pai e tudo o que ela significou em sua vida.

Para quem gosta de literatura fantástica, o destaque fica com Monique Roffey que terá seu primeiro livro traduzido para o português brasileiro, Sereia de Concha Negra (R$ 84,95, DarkSide Books). Na história, a jovem Aycayia é amaldiçoada a passar o resto dos dias como uma sereia.

Continua após a publicidade

Mandíbula (R$ 69,80, Autêntica), da equatoriana Mónica Ojeda, explora de maneira polifônica a experiência feminina (e tenebrosa) no mundo.

Luiza Romão, vencedora do Jabuti 2023 em duas categorias, coloca a política histórica dos homens em versos intrigantes no seu Também Guardamos Pedras Aqui (R$ 60, Nós). 

Flip 2023: autoras para ficar de olho
(Divulgação/Divulgação)

No seu segundo romance, Oração para Desaparecer (R$ 69,90, Companhia das Letras), Socorro Acioli conta a história de uma mulher que perdeu a sua memória e a sua identidade no processo de reconstrução em um local desconhecido.

A arquiteta e urbanista Joice Berth apresenta em Se a Cidade Fosse Nossa (R$ 69,90, Paz e Terra) seus estudos sobre o direito à cidade, por meio de um olhar interseccional do feminismo e dos estudos de raça e classe.

Fazendo um aceno para a obra de Annie Ernaux, a francesa Colombe Schnek traz para o seu Dezessete Anos (R$ 52,90, Relicário) um potente e atualizado relato sobre o direito ao aborto após a descriminalização na França.

Continua após a publicidade

A argentina Laura Wittner, por sua vez, usa a poesia como plataforma para explorar o cotidiano de afetos e palavras no seu Tradução da Estrada (R$ 59,90, Círculo de Poemas).

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de 14,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.