Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Artistas repercutem aprovação de auxílio cultural, a Lei Aldir Blanc

A decisão foi aprovada com unanimidade no Senado e segue para sanção presidencial

Por Da Redação - Atualizado em 4 jun 2020, 20h30 - Publicado em 4 jun 2020, 20h06

Há exato um mês da morte do compositor Aldir Blanc, a lei que leva o seu nome foi aprovada na sessão desta quinta-feira (4) no Senado Federal. De autoria da deputada Benedita da Silva (PT-RJ), o Projeto de Lei 1.075/2020, que visa distribuir aos estados e municípios R$ 3 bilhões para profissionais da cultura, artistas e pequenas empresas do setor, teve aprovação unanime pelos senadores.  

Os beneficiados pela Lei de Emergência Cultural, assim como os do auxílio emergencial para demais setores, vão ter direito a um valor de R$600 por mês ao longo dos próximos três meses, sendo que a durabilidade pode ser prorrogada. Além disso, as atividades artísticas e culturais de teatros e cinemas, principalmente as menores, poderão ter um suporte financeiro de R$ 3 mil a R$ 10 mil.

Para entrar em vigor, a medida ainda precisa da sanção presidencial. Por isso, na sessão, o relator, senador Jaques Wagner (PT-BA), direcionou um pedido ao presidente Jair Bolsonaro para que o projeto não seja sancionado. “Sou um homem de oposição, mas acredito que posso superar as diferenças para encontrar algo que faz bem ao povo brasileiro. Espero que o presidente da República, receba o apelo de suas líderes, sancione o projeto, agilize o auxílio e faça com que o remédio não encontre o paciente no estado terminal”, comentou, que fez uma emenda para incluir contadores de histórias e professores de capoeira. Já o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) afirmou que o governo federal é favorável ao projeto.

A classe artística foi um dos primeiros setores a parar por conta dos eventos que geram aglomeração. Por isso, cantores, atores, cineastas, roteiristas, músicos e dançarinos usaram seus espaços nas redes sociais para chamar a atenção para a situação de profissionais desempregados e sem nenhuma renda. Veja como a aprovação da Lei Aldir Blanc repercutiu entre eles e a autora do projeto, a deputada Benedita da Silva:

Benedita da Silva

View this post on Instagram

🔴 Lei Aldir Blanc foi APROVADA pelo Senado Federal. #LeiAldirBlanc

A post shared by Benedita da Silva (@instadabene) on

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Daniela Mercury

Maria Clara Spinelli

View this post on Instagram

Muito Obrigada a @JFeghali e todos os envolvidos nesta #Luta que é Nossa!! 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻💜🙏🏻✊🏻🙌🏻 . #LeiAldirBlanc #LeiDeEmergênciaCultural

A post shared by Maria Clara Spinelli 🅾+ (@mariaclaraspinelli) on

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Guta Stresser

View this post on Instagram

#leialdirblanc #senadoaprovacultura #leideemergênciacultural . . . ✊🏾🎭🙌🏼🙏🏽

A post shared by Guta Stresser (@gutastresser) on

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Cláudia Abreu

View this post on Instagram

#leialdirblanc

A post shared by Cláudia Abreu (@claudiaabreu_atriz) on

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

José de Abreu

Mel Lisboa

View this post on Instagram

Enorme conquista!! 👏👏👏 #repost @jfeghali . VITÓRIA, GALERA!!!! COM A APROVAÇÃO NO SENADO, O CONGRESSO NACIONAL DÁ AVAL NA LEI DE EMERGÊNCIA CULTURAL ALDIR BLANC! É um dia de muita comemoração, visto que trabalhamos essa pauta nas últimas semanas dia e noite. A legislação socorrerá esse setor tão importate para o país, de espaços culturais a trabalhadores da ponta, de bastidor, de rua. Novos horizontes podem surgir agora! Obrigada a todos e todas que participarem deste processo, seja na mobilização, seja divulgando e contribuindo no debate, nas webconferências, nas lives, reuniões e tuitaços! AGORA É SANÇÃO! VIVA!!!! . . . #leiemergenciacultural #leialdirblanc

A post shared by Mel Lisboa (AKA Honey Lisbon) (@mellisboa) on

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Todas as mulheres podem (e devem) assumir postura antirracista

 

Publicidade