CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

8 receitas fracassadas no masterchef que você pode acertar

Tão simples que nem precisa ser um chef de cozinha, vai

Por Gabriela Kimura Atualizado em 21 jan 2020, 21h23 - Publicado em 12 jun 2015, 14h51

Acompanhar a nova temporada de Masterchef Brasil tem sido uma verdadeira novela. A acidez dos jurados e alguns erros básicos dos participantes deixam tudo mais interessante! E esses fracassos nem são assim tão bizarros que ninguém (além dos chefs, claro) poderia ter evitado. Separamos as principais dicas para acertar nos pratos que os concorrentes não conseguiram preparar:

Ovos beneditinos

Tudo bem, essa receita nem é tããão simples assim… Requer um pouquinho mais de técnica e paciência para acertar, mas não é impossível. A Larissa bem que tentou; o que saiu não foi exatamente o clássico Ovos Beneditinos (ou Eggs Benedict). Dois motivos:

1. Acertar o ponto do ovo pochê é uma arte

A receita é bem simples, mas o truque está mesmo no modo de preparo. Primeiro de tudo, não deixe a água borbulhando. Ferva e diminua o fogo quando as bolhas começarem a se desprender do fundo. Usando uma xícara ou uma concha, quebre o ovo dentro dela e reserve. Faça um redemoinho na água e despeje (com cuidado!!) o ovo bem no meio. Cozinhe por 2 minutos e retire da água.

2. Fazer o molho hollandaise do jeitinho que tem que ser

Neste hambúrguer de salmão tem a receita do molho um pouco diferente (no lugar da água, você vai usar vinho branco), mas o modo de fazer é o mesmo. O segredo para engrossar é bater bem com o fouet fazendo um 8 e não colocar mais água (ou vinho, enfim) do que precisa.

Ah, não vai fazer que nem o Marcos e deixar a vasilha ~~ boiando~~ no banho-maria, tá?

Divulgação/Band
Divulgação/Band

Arroz queimado

Por que o arroz da dona Iranete fez com que o grupo vermelho perdesse na prova do Força Aérea? Simples: a equipe deixou queimar. E SERVIU MESMO ASSIM! Bom, você pode até fazer isso em casa, mas é melhor não.

Disse a participante que a panela era muito pequena e fina para a quantidade que eles colocaram. Essa é uma dica de ouro, e um dos maiores erros que as pessoas costumam cometer na cozinha: usar panelas menores do que deveriam. Isso já pode resolver uma parte da questão.

Em segundo lugar, tem que proporcionar a quantidade de água para o arroz. Se você usar 1 xícara, adicione 2 xícaras de água. E conforme for cozinhando, dê uma olhada para checar se precisa de mais um pouquinho. Assim você não corre o risco de queimar o arroz e ainda deixá-lo cru.

Queimou e grudou? Não tem problema: coloque água e vinagre na panela e leve para ferver. Vai sair muito mais fácil na hora de lavar!

Ganache de chocolate

Carol Gherardi/Band
Carol Gherardi/Band

Ao contrário do que muita gente acredita, a ganache é uma receita francesa muito simples e que tem 1001 utilidades. Serve de recheio, cobertura e até vira trufa! O masterchef Rodrigo teve um probleminha com seus ovos (leia-se: abriu todos juntos e um deles estava ~~estragado~~) e resolveu fazer uma ganache de chocolate ao leite e branco. O problema? Ficou dura feito pedra. Explicamos:

A mistura de creme de leite fresco com chocolate precisa respeitar proporções. O que isso significa? Para cada tipo de chocolate (branco, ao leite e meio amargo ou amargo) a quantidade de gordura necessária é diferente.

  • Chocolate branco: a proporção é de 4:1. Exemplo: para 200g de chocolate, use 50 ml de creme de leite fresco.
  • Chocolate ao leite: a proporção é 3:1. Exemplo: para cada 100g de chocolate, use 35 ml de creme de leite.
  • Chocolate amargo e meio amargo: a proporção é de 2:1. Exemplo: para cada 100g de chocolate, use 50 ml de creme de leite.

E vale lembrar também: prefira produtos sem adição de gordura hidrogenada, que mudam o sabor e consistência da ganache.

Veja 15 receitas de babar para fazer com ganache

Musse de chocolate

Uma coisa é fato: em musses não se adiciona gelatina incolor. É uma prática comum para manter a consistência, principalmente quando combinadas com bolos. Mas ao contrário do que a chef Paola Carosella afirmou, o único jeito de fazer musse não é só com chocolate, açúcar e ovos.

O chef Lucas Corazza, confeiteiro e também jurado do programa Que Seja Doce, no GNT, explicou em seu Instagram:

Continua após a publicidade

“Um bom mousse é um equilíbrio entre alguns ingredientes sendo as variações possíveis:

Uma boa mousse deve ter a força para sustentar uma colher em pé e derreter na boca na primeira colherada. Na boca, deve ser leve e aerada, mas pode ser densa”.

Assim como aquela musse maravilhosa de creme de leite, leite condensado e suco de maracujá com sabor caseiro também é válida, tá?

Veja outras receitas deliciosas de musse, flã e creme de chocolate

Frango cru

Um dos grandes problemas da prova da caixa secreta foi acertar o cozimento do frango. E esse foi só um detalhe, depois de ter que depenar e limpar a ave! A dica mais certeira é a de usar um termômetro, de acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos. Quando o peito de frango estiver a exatos 73.9 °C, significa que está perfeitamente cozido e suculento.

Mas para facilitar a vida (e lembrar que os participantes do programa não tinham um termômetro à disposição) também tem um jeitinho bem prático que funciona:

1. Iguale a espessura dos filés. Isso ajuda a cozinhar todos simultaneamente.

2. Tempere com pimenta e sal ou outros condimentos a gosto.

3. Aqueça a panela (que precisa ser mais alta que uma frigideira) em fogo alto até ficar bem quente. Então adicione azeite ou manteiga e cubra o fundo.

4. Coloque a carne e reduza para fogo médio. Deixe dourar por 1 minuto. SEM MEXER!

5. Passado o tempo, vire os filés e tampe a panela. Cozinhe por 10 minutos em fogo baixo. Atenção: não destampe nem deixe mais do que o tempo indicado. Isso é muito importante!

6. Desligue o fogo e deixe mais 10 minutos dentro da panela tampada. Obs: se o seu forno for elétrico, descanse a panela na bancada.

Sushi

Na primeira prova de terça (16) os participantes tiveram uma bela surpresa com os ingredientes da caixa secreta. Camarão, shimeji e barriga de porco deveriam se transformar em um prato surpreendente no estilo oriental. Bom, não foi lá grande coisa, mas o comandante Hamilton pecou em (tentar) fazer sushi.

O arroz que se utiliza é o japonês, mais gomoso do que o tradicional. Ele é misturado com sorô, um tempero feito com vinagre de arroz, açúcar e sal, e se chama sari. E também é preciso usar uma esteira específica para fazer o enrolado.

A boa notícia é que você pode sim fazer hossomaki (o chamado sushi), uramaki (com arroz por fora), temaki e sashimi em casa. É só seguir este passo a passo explicadinho dos quatro pratos. Tudo bem, pode não ser tão fácil assim, mas com o tempo se pega prática e fica, sim, fácil.

Lasanha

Ô receitinha maravilhosa da nonna que tinha nos almoços de domingo… Pode até parecer simples, mas o desafio da prova de terça-feira (23) estava em a) acertar o preparo da massa fresca e b) combinar o recheio com o molho para não deixá-la molenga demais. A pobre Izabel não conseguiu deixar a massa do jeito certo e acabou fora da competição. O chef Lima, do restaurante Montecatini Trattoria, ensina como fazer a iguaria italiana sem erros:

 

Ingredientes

  • 500g de farinha de trigo
  • 5 ovos

Modo de preparo

Misture tudo sovando bem até ter uma bola homogênea. Abra com o rolo e passe pelo cilindro até que a massa esteja bem fina. Corte no tamanho desejado e cozinhe em água fervente com sal grosso. Reserve. Depois de preparar os recheios, alterne as camadas finalizando com o molho. Leve ao forno preaquecido a 180 °C por 10 minutos ou até que ela esteja dourada.

*Este post será atualizado com mais fracassos, digo, novidades do programa!

Continua após a publicidade

Publicidade